Scania define neste final de semana o Melhor Motorista de Caminhão do Brasil

Finais da competição acontecem em São Paulo com 24 caminhoneiros que passaram pelas etapas regionais. Ação da montadora valoriza a profissão de motorista de caminhão e busca maior educação e responsabilidade ao volante dos cargueiros

Cargo 816 tem boa participação
Sansuy lança encerado de algodão para caminhões
Veículos de produtos perigosos necessitam passar por aferição do cronotacógrafo até 31 de agosto

A Scania termina neste final de semana a quarta edição da competição Melhor Motorista de Caminhão do Brasil. Neste sábado (27), o concurso realiza suas finais em São Paulo, com os 24 melhores participantes, após 12 etapas regionais em todas as regiões do País.

De acordo com a montadora, a edição 2012 da competição bateu recorde de inscrições, com 47 mil participantes, 70% a mais do que o concurso de 2010. A Scania tem o objetivo, com a iniciativa, de promover maior capacitação dos motoristas brasileiros e valorizar a profissão.

“Nestes últimos seis meses, o MMCB gerou no setor de transporte rodoviário, responsável por cerca de 70% da transferência terrestre de cargas, uma grande onda de incentivo à direção defensiva, à qualificação do condutor e à busca pelo treinamento constante”, afirma Rodrigo Machado, coordenador da competição da Scania. “O MMCB, em formato único no País, oferece suporte para que os profissionais se desenvolvam e se atualizem tanto na carreira quanto na vida pessoal.”

Uma das explicações para o recorde de inscritos na edição 2012 foi a participação maciça dos grandes operadores logísticos. Coopercarga, JSL e TNT foram algumas das principais transportadoras que incentivaram seus funcionários a realizar o cadastro no MMCB.

As três operadoras logísticas desenvolveram diversas ações para motivar seus colaboradores. As áreas de comunicação interna e de RH fizeram contatos diretos com os motoristas. Além disso, envolveram as respectivas matrizes e filiais de todo o País, por meio de ferramentas digitais e impressas, para explicar a importância da participação numa competição que valoriza o treinamento e a conscientização para a direção defensiva.

“Pela primeira vez, atuamos em parceria com as empresas. Foi um avanço para o setor de transporte”, explica Machado. “Se todas as transportadoras do País investirem em treinamento, haverá uma redução em larga escala dos acidentes nas rodovias.”

COMMENTS