Operação da ANTT gera R$ 4 milhões em multas

Operação da ANTT gera R$ 4 milhões em multas

Blitz com objetivo de fiscalizar autorizações de viagens para o transporte de cargas e passageiros em seis Estados inspecionou cerca de 20 mil veículos

BR-116 e BR-040 terão postos de parada para caminhoneiros
Direto da redação – TV Transporta Brasil – nº 21
ANTT estipula prazo para criação de pontos para descanso de caminhoneiros em rodovias federais

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em parceria com a Polícia Rodoviária Federal e outros órgãos da administração pública, realizou entre 1º e 15 de agosto a Operação Integração Máxima II, com objetivo de verificar as autorizações de viagens emitidas nos Estados do Piauí, Ceará e Maranhão com destino a Goiás, Minas Gerais e São Paulo. A operação também realizou a fiscalização do transporte rodoviário de cargas.

Na ação, foram autuados 2.352 veículos de passageiros e 2.084 veículos de carga, dos quase 20 mil veículos fiscalizados, gerando um valor aproximado de R$ 4 milhões em multas. As autuações foram aplicadas, principalmente, pela falta de autorização de viagem, no caso dos ônibus, e por irregularidades com as cargas ou documentação, no caso dos caminhões.

A ANTT atuou em 13 pontos fixos de fiscalização e oito pontos móveis, nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Tocantins, Alagoas, Goiás, Maranhão, Piauí, no Pará e na Bahia.

Segundo o Superintendente de Fiscalização da ANTT, Nauber Nascimento, “Os 189 fiscais da ANTT que executaram essa operação tiveram a cooperação de outros órgãos da administração pública federal, como a Polícia Rodoviária Federal, que nos deu apoio logístico e operacional, e participou com 65 agentes”.

Como resultado dessa operação, a ANTT registrou um aumento das autorizações de viagens emitidas da região Norte/ Nordeste com destino à região Centro Oeste e Sudeste. Em alguns bagageiros de ônibus clandestinos foram encontrados até motocicletas roubadas.

Acidente fatal

No estado da Bahia, uma van que não tinha autorização para transportes de passageiros e levava 14 pessoas foi parada e seus ocupantes foram transbordados para outro veículo. O motorista desta van seguiu sozinho e alguns quilômetros à frente bateu o veículo e morreu.

Crianças viajando sozinhas

Em Goiás e em Guaraí (TO), os fiscais da ANTT tiveram o apoio do Conselho Tutelar local, que recebeu os menores desacompanhados que foram encontrados em transportes clandestinos.

A Agência pretende ampliar a integração com os órgãos de fiscalização estadual e federal, e com países fronteiriços para fiscalizar o transporte internacional de passageiros. Segundo os técnicos da ANTT, esse apoio é fundamental para o resultado das fiscalizações.

COMMENTS