Avianca Cargo inaugura terminal de cargas em Congonhas (SP) e expande operações

Avianca Cargo inaugura terminal de cargas em Congonhas (SP) e expande operações

Terminal terá 400 m2 exclusivos para o recebimento de cargas, com expectativa de movimentação de cerca de 2,4 mil toneladas/ano. Divisão de carga da aérea deve faturar R$ 40 milhões em 2012

Após fusão, marca Trip deixará de ser usada
Anac realiza leilão de quatro aeroportos
Boeing e Strata assinam contrato de dez anos para produzir estruturas para o 777 e o 787 Dreamliner

A Avianca Cargo, divisão de operações de carga da Avianca linhas aéreas, inicia as operações no novo terminal de cargas na região do Aeroporto de Congonhas (SP). O espaço terá 400 m2 dedicados ao recebimento de volumes, principalmente de agenciadores de carga (70%) e trabalhará em conjunto com o terminal de despacho com cerca de 300 m2, localizado na mesma avenida.

As operações em Congonhas já movimentam 6,5 toneladas/dia, mas a expectativa é que esse número chegue a 10 toneladas/dia ainda este ano, podendo alcançar a marca de 2,4 toneladas movimentadas em 2012, o dobro em comparação com o ano passado.

A Avianca iniciou em abril, uma reestruturação da divisão de cargas que, até o fechamento do mês de agosto, já havia transportado mais de sete mil toneladas nos 22 terminais operados pela companhia no Brasil. Com a contratação de uma equipe dedicada ao segmento, a empresa espera dobrar o faturamento, passando de R$ 21 milhões registrados em 2011, para cerca de R$ 40 milhões este ano. Em 2013 a expectativa é de dobrar esse faturamento e crescer 50%.

Até o final de 2012, a Avianca Cargo irá retomar as operações na unidade de Ilhéus (BA) e em outubro vai iniciar a atuação em Maceió (AL) e no aeroporto do Galeão (RJ). “O nordeste tem destinos nobres para a companhia e esta é a região que detêm a maior demanda de cargas. Para 2013, além da chegada de novas aeronaves com maior capacidade de carga pretendemos operar também em Belém (PA) e Goiânia (GO)”, afirma Alcelmo Mastandréa, gerente geral de cargas da Avianca Cargo.

Mercado e capacidade de carga

Atualmente a divisão de carga da Avianca representa 3% do faturamento total da empresa, e segundo Tarcísio Gargioni, vice-presidente comercial da companhia, para o perfil da empresa esse é um patamar adequado, mas com a chegada de novas aeronaves Airbus e a renovação da frota das aeronaves MK-38, esse percentual pode subir para 5% em 2015.

As operações da Avianca Cargo são direcionadas exclusivamente para o mercado nacional, realizadas com as aeronaves de passageiros nos aeroportos atendidos pela malha comercial que possuam terminal adequado.

A frota da companhia é composta por 14 Fokker 100 MK-38 com capacidade de carga que varia entre 0,5 e 1 tonelada, cinco Airbus A318 com espaço para até 2,5 toneladas, quatro A319 para três toneladas e cinco A320 com capacidade para carregar até cinco toneladas de carga. Ainda esse ano a companhia vai receber mais quatro A 318 e dois A 320.

“Não temos ainda em nossos planos a utilização de aeronaves cargueiras, mas com o aumento do número de aeronaves que está sendo implementado, o aumento da frequência de voos que deve chegar a 200 por dia ainda em 2012 e a mudança do perfil da frota, com a substituição dos MK-38 por aeronaves maiores como os Airbus, a capacidade de movimentação de cargas da Avianca Cargo vai aumentar significativamente”, finaliza Gargioni

COMMENTS