Após fusão, marca Trip deixará de ser usada

Após fusão, marca Trip deixará de ser usada

Nova companhia vai operar sobre o nome “Azul” com alterações na logomarca que lembram a grafia das duas empresas. Aeronaves devem ostentar a nova marca em dois anos

Congonhas (SP) aumenta exigência por pontualidade das empresas aéreas
Infraero inicia contratações para obras de expansão do Aeroporto de Macaé (RJ)
Infraero anuncia obras do terminal remoto do Aeroporto Internacional de Confins (MG)

O comando da empresa resultante da fusão entre a Azul Linhas aéreas e a Trip Linhas Aéreas chegou a um consenso sobre qual será o nome comercial usado nas operações, após três meses de negociações. A marca Trip deixará de ser utilizada e a nova companhia aérea se chamará Azul.

Com a união, o logotipo da Azul passará por modificações. A letra “U” na palavra “Azul” passa a ser grafada em tom diferente das letras “A”, “Z” e “L”, lembrando a logotipia atual da Trip, em que a letra “I” é grafada em tonalidade distinta.

As expressões “Linhas Aéreas Brasileiras” e “Brazilian Airlines”, que hoje fazem parte da do marketing da Azul, deixam de existir.

Embora as marcas atuais das companhias ainda tenham de ser mantidas por algum tempo, seguindo o cronograma estipulado pelas autoridades governamentais, as duas incorporarão uma assinatura e um selo alusivo ao momento de integração nas aeronaves, cujo tema é “Azul e Trip: juntas pelo Brasil.”

Os novos aviões, encomendados pelas duas aéreas, já sairão de fábrica ostentando a nova identidade unificada. Quanto aos aviões já existentes nas malhas das empresas, esses receberão gradativamente a nova identidade após os trabalhos de manutenção e repintura, programados para acontecer ao longo dos próximos anos.

A expectativa é de que em dois anos toda a frota esteja sob a nova marca.

COMMENTS