Logística » Marítimo » Rodoviário

Aliança Navegação e Logística compra caminhões e carretas em Manaus (AM)

Unidade amazonense da armadora é a única no País que conta com estrutura de transporte rodoviário

25/9/2012

17h26

Leonardo Andrade, editor-chefe do Portal Transporta Brasil

Entre em contato

A Aliança Navegação e Logística acaba realizar investimentos em sua estrutura de transporte rodoviário em Manaus (AM). A empresa fez a compra de cinco novos cavalos mecânicos e 30 carretas para aumentar sua capacidade operacional no transporte terrestre na região.

Segundo a empresa, seu departamento de transporte rodoviário em Manaus (AM), batizado de Transportadora Aliança, passa a contar com 10 caminhões e 80 carretas, das marcas Scania, MAN e Guerra.

A decisão da armadora em investir em frota própria vem de 2002, quando a empresa sentiu a necessidade de atender ao mercado varejista e do Polo Industrial de Manaus para o transporte de produtos alimentícios, de higiene e limpeza, material de construção, eletroeletrônicos e insumos.

“Somos a única unidade de negócios no Brasil com estrutura direcionada ao transporte rodoviário”, informa Daniel Malta, gerente da filial de Manaus. O executivo explica que, atualmente, a Transportadora Aliança é responsável por 34% dos transportes rodoviários realizados em Manaus pela Aliança Navegação e Logística. “Também utilizamos outras empresas parceiras em razão das características do mercado e da logística local, pois primamos pela qualidade e pontualidade na prestação do serviço aos clientes”, complementa.

Com a frota nova, a empresa passará de 35 transportes/dia para 50 transportes/dia. “Somos o único armador com frota própria no serviço rodoviário para atendimento de um mercado específico. Estamos iniciando a implantação do TMS (Transportation Management System) para melhorar ainda mais a gestão dos caminhões”, ressalta.

Para o segundo semestre, a Transportadora Aliança passará a oferecer transporte para cargas direcionadas ao complexo portuário, tanto de longo curso como cabotagem. “E para 2013, planejamos a aquisição de mais 5 cavalos e 20 carretas. Com isso, aumentaremos o volume de transportes/dia em 30%”, finaliza.

  • CONTEÚDO DE REFERÊNCIA
  • Publicidade

  • Articulistas

    A incoerência na modificação da Lei 12.619

    Por que mudar? O Dr. Dirceu Rodrigues Alves, especialista em Medicina de Tráfego questiona as mudanças propostas à Lei do Motorista: “Com essa lei oficializam-se jornadas longas, mortes e feridos nas rodovias”

    ISO 28000 e a Gestão de Segurança Patrimonial

    Teanes Carlos Santos Silva publica neste artigo os detalhes da norma ISO 28000 e seu papel para a gestão da segurança patrimonial, atividade crucial para as empresas de todas as atividades

  • Publicidade

  • Publicidade

  • Bolsa de Valores – ADVFN

  • Redes Sociais

    Facebook