Porto Seco de Uruguaiana recebe licença para operação de novos produtos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento autorizou também a armazenagem de pescado, queijo e manteiga

Estimativa de safra de soja no Brasil cai de 88,8 para 87 milhões de toneladas
Truckvan prevê faturamento de R$ 12 milhões por ano com food trucks
Paralisação dos caminhoneiros ameaça cadeia agroalimentar de SC

O Porto Seco Rodoviário (PSR) de Uruguaiana (RS) acrescentou mais alguns produtos alimentícios entre os licenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para armazenagem na unidade. Agora, além de soro de leite, leite em pó e óleo de manteiga, que foram autorizados pela pasta no ano passado, está permitido também a armazenagem de pescado, queijo e manteiga.

A inclusão desses produtos foi possível em resultado as adequações realizadas com base em exigências do Ministério, como implantação de área específica para armazenagem das mercadorias, locais adequados para verificação dos artigos, com cozinha e laboratório e treinamentos da equipe. Nesse ano, foram realizadas ainda melhorias nas câmaras frias.

De acordo com Flávio Evaristo, gerente do Porto Seco, a expectativa é ampliar as oportunidades de negócios no setor alimentício. “Com a licença obtida no ano passado, já passamos a movimentar novos produtos, especialmente o soro de leite, que já exigiu 50 operações para apenas um cliente”.

Em operação desde 2003, o Porto Seco de Uruguaiana é o maior da América Latina, com 167 mil m2 de área total, 12 mil m2 de armazéns e capacidade para até 800 caminhões. As principais mercadorias armazenadas na unidade são produtos alimentícios, bebidas e cosméticos.

COMMENTS