Livro conta história do transporte rodoviário de cargas em Minas Gerais

Livro “Transportador Mineiro – História Pioneira” registra detalhes do desenvolvimento e das mudanças das empresas de transporte do estado, traçando um perfil historiográfico de 40 transportadoras

Empresa conclui sondagem de linha 3 do metrô de Belo Horizonte (MG)
DNIT publicará editais de licitação da obra de duplicação da BR-381
Projeto do metrô de Belo Horizonte (MG) recebe R$ 52,8 milhões da Caixa

O livro “Transportador Mineiro – História Pioneira”, da historiadora e gestora cultural Ana Maria Nogueira Rezende, lançado no último dia 22 de agosto, durante uma feira de transportes em Belo Horizonte (MG), retrata o perfil historiográfico de 40 empresas mineiras do setor de transporte e cargas rodoviárias, que possuem forte atuação no mercado atual.

A obra descreve detalhes e traz fotos de empresas pioneiras que ainda estão em atividade atualmente. Algumas com nomes diferentes dos originais, como por exemplo, a mais antiga, de 1931, é a Picorelli Transportes, de Juiz de Fora, que inicialmente era chamada Rodoviário Camerino. Os fundadores vieram da Itália para morar na cidade da Zona da Mata mineira.

A historiadora Ana Maria diz que há muitas semelhanças na história destas empresas, muitas são familiares e de origem italiana e já estão na segunda, terceira ou até quarta geração. “São histórias interessantes de pessoas que enxergaram o transporte como um negócio, em uma época em que isso não era comum”, explica Ana Maria.

O projeto foi realizado com apoio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e com envolvimento da Federação das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais (FETCEMG) e do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais (SETCEMG).

COMMENTS