Governo reduz juros do Procaminhoneiro para 2,5% ao ano

Governo reduz juros do Procaminhoneiro para 2,5% ao ano

Medida faz parte do pacote de incentivos do Ministério da Fazenda para a indústria automotiva e a retomada dos investimentos, anunciado ontem pelo ministro Guido Mantega

SP inicia programa de renovação de frota para caminhoneiros do Porto de Santos
Grupo ZF planeja venda direta ao cliente com cartão BNDES
Transportadoras temem inadimplência e pedem reparcelamento de caminhões

O governo federal anunciou ontem (29), por meio do ministro Guido Mantega, o novo pacote de incentivos à economia, que tem o objetivo de fomentar os investimentos e aquecer setores específicos, como a indústria automobilística.

O Programa de Sustentação dos Investimentos (PSI) do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), criado para aumentar o acesso das empresas aos financiamentos de bens de produção, equipamentos e veículos, que também inclui o programa Procaminhoneiro, teve redução drástica de juros.

A partir de 1º de setembro, as taxas de financiamentos para caminhões pelo BNDES PSI e pelo Procaminhoneiro caem de 5,5% ao ano para 2,5 % e a redução tem validade até 31 de dezembro. Conhecido no setor como alternativa para incentivar a renovação de frota de pequenas empresas e caminhoneiros autônomos, o Procaminhoneiro recebeu críticas dos transportadores pela dificuldade de acesso aos créditos. O prazo total do Procaminhoneiro, de 120 meses, com um ano de carência, foi mantido.

No segmento de ônibus, incluindo veículos híbridos, o PSI teve a taxa de 5,5% ao ano mantida, mas o governo prorrogou a vigência do programa, que terminaria em 31 de agosto, para o último dia do ano.

Saiba como utilizar o Procaminhoneiro

COMMENTS