Carga radioativa terá rastreamento obrigatório

Medida busca evitar acidentes com materiais nucleares e radioativos, como o acidente com césio-137 em Goiânia, na década de 80

Indústria de implementos rodoviários começa ano pior que no auge da crise
Termina primeira fase da 23ª Gincana do Caminhoneiro, em Ananindeua (PA)
Tem caminhão VW sem Arla nos bitrucks

A Câmara dos Deputados colocou em análise um projeto de lei que torna obrigatória a utilização de mecanismo de rastreamento no transporte de materiais nucleares. De acordo com a proposta do deputado Antônio Bulhões (PRB-SP), o equipamento deve ser acoplado ao material embalado sempre que circular fora das instalações nucleares.

O deputado relata que em abril deste ano um veículo com carga radioativa foi roubado na Rodovia Presidente Dutra, no Rio de Janeiro. “A ocorrência desse fato comprova a fragilidade do controle”, sustenta o parlamentar.

Bulhões acredita que esse tipo de carga, quando roubada pode ocasionar acidentes, que gerariam grande dano à população. “Ninguém esquece o caso de descarte indevido de césio-137, em 1987, conhecido como o Pesadelo de Goiânia. É preciso, portanto, adotar medidas que impeçam, na medida do possível, que outros acidentes graves ocorram”, defendeu o deputado.

COMMENTS