São Paulo inicia pedágio ponto a ponto em mais um trecho

São Paulo inicia pedágio ponto a ponto em mais um trecho

Sistema de cobrança de pedágio por km rodado está em teste na rodovia Santos Dumont (SP-75), no trecho entre as cidades paulistas de Indaiatuba e Campinas

Artesp lista dez pontos de rodovias paulistas sujeitos a neblina intensa
SP ainda não cobra por eixo suspenso, diz Artesp
Rodovias concedidas de SP registram queda no índice de animais atropelados

O governo do Estado de São Paulo iniciou esta semana, na cidade de Indaiatuba, as operações do projeto piloto de cobrança de pedágio por quilômetro rodado, batizado de Sistema Ponto a Ponto, na Rodovia Santos Dumont (SP-75).

O sistema permitirá a cobrança do pedágio por meio da instalação de tags (etiquetas eletrônicas) nos veículos, que no projeto piloto será gratuita. Ao passar pelos pórticos de cobrança, o sistema vai acusar a presença do veículo e calcular a cobrança da tarifa pela distância percorrida.

Segundo a Secretaria de Transportes e Logística, o usuário que aderir ao projeto piloto e percorrer o trecho entre Indaiatuba e Campinas terá economia de 60,4% no pedágio, pagando R$ 4,00 pela tarifa, ao invés dos R$ 10,10 cobrados atualmente pelo sistema de cabines.

O governo já iniciou o agendamento para a instalação gratuita das tags em cerca de 1.100 veículos da cidade.

O projeto piloto de cobrança de pedágio ponto a ponto está sendo instalado na Rodovia Santos Dumont em duas fases. A primeira fase levará a nova cobrança aos moradores de Indaiatuba, com seis pórticos instalados na rodovia e estará completa até o dia 31 de julho, com o início de operação do pórtico no km 70,6, entre o acesso à Rodovia dos Bandeirantes e Campinas, com valor da tarifa de R$ 1,40 e o pórtico de Salto, próximo da divisa com Indaiatuba. Com a entrada em operação destes pórticos, o valor cobrado no km 60,8 e nas praças de bloqueio do km 62 será reduzido para R$ 1,80.

Confira a localização dos pórticos na SP 75 para a primeira fase:

  • Pórtico 1 – km 43,350, (sentido Campinas) e km 44,400, (sentido Sorocaba) – R$ 6,10 – em Salto –início de operação até 31 de julho/ 2012
  • Pórtico 2 – km 60,8 (praça atual) – R$3,20 a partir de 11 de junho / R$ 1,80 na conclusão da primeira fase até 31 de julho – em Indaiatuba
  • Pórtico 3 – km 66,7 – R$ 0,80 – em Campinas
  • Pórtico 4 – km 70,650 – R$ 1,40 – em Campinas – início de operação até 31 de julho/2012
  • Pórticos 5 e 6 – km 62 – praças de bloqueio – R$3,20 a partir de 11 de junho /  R$ 1,80 na conclusão da primeira fase até 31 de julho/2012 – em Indaiatuba

O governo promete a entrega da segunda fase do projeto até o final do ano, quando instalará novos pórticos e ampliará o serviço de cobrança por tag para os moradores de Campinas, Salto, Itu, Cabreúva, Porto Feliz e Sorocaba.

Cadastramento para o projeto piloto

Os interessados em se cadastrar para participar do projeto piloto podem agendar a instalação gratuita da tag pelo site www.artesp.sp.gov.br/pontoaponto. Por enquanto, somente os moradores de Indaiatuba podem fazer o cadastramento, que está aberto apenas aos motoristas e proprietários de veículos de passeio licenciados no município.

Tanto a tag quanto sua instalação são gratuitos e sem taxa de adesão. Com o agendamento feito, os usuários devem se dirigir ao posto de instalação no dia e horário indicados. O posto fica no Centro de Convenções Aydil Pinesi Bonachella, na Rua das Primaveras, 210, Jardim Pompeia, Indaiatuba.

Para usar o serviço, é necessário fazer uma carga inicial de R$ 20,00 e, a cada recarga, o sistema cobra uma taxa de R$ 1,00 por veículo. O pagamento deve ser feito em dinheiro no posto de instalação e, a partir de julho, também por boleto bancário ou por débito automático.

Quem não aderir ao projeto piloto na SP 75 poderá continuar utilizando o atual sistema de pagamento de pedágio eletrônico ou pagar em dinheiro, manualmente, nas cabines, com o preço atual R$ 10,10. A adesão é voluntária. O Sistema Ponto a Ponto também será implantado, ainda este ano, na região de Jaguariúna e Paulínia.

COMMENTS