Mercedes-Benz apresenta nova Sprinter e aposta no mercado de vans

Mercedes-Benz apresenta nova Sprinter e aposta no mercado de vans

Montadora lançou a versão Euro 5 da Sprinter, veículo fabricado na Argentina que já vendeu mais de 100 mil unidades no Brasil. Estratégia da marca é criar Van Centers para dar atendimento exclusivo aos frotistas da categoria

Kuehne + Nagel inicia operação consolidada para Córdoba, na Argentina
Governo da Argentina rescinde contratos de concessão da ALL e reestatiza ferrovias
Randon investe US$ 8 milhões em unidade fabril da Argentina

A Mercedes-Benz lançou na última semana a versão Euro 5 Proconve P7 da Sprinter, seu caminhão leve com forte apelo para o transporte de cargas e de passageiros. Segundo a montadora, a Sprinter é um veículo consagrado no Brasil, com cerca de 100 mil unidades vendidas desde 1997, quando foi lançada no país.

Fabricada na planta de Gonçalez Catan, na Argentina, a nova Sprinter traz redesenho da frente e de todas as linhas laterais e traseiras, com aumento nas dimensões e versões de vans, furgões e chassis, que totalizam 44 opções de veículos em toda a linha.

Com motorização Mercedes-Benz OM 651 LA biturbo de quatro cilindros, a Sprinter atende às novas normas de emissões com o sistema EGR, que dispensa o uso do agente redutor Arla 32. Os motores estão disponíveis em 114 cavalos de potência, na versão 311 CDI Street, e de 146 cavalos, nas versões 415 CDI e 515 CDI.

Segundo a fabricante, todas as versões da linha têm dimensões que não ultrapassam os 6,30 metros entre parachoques, exigência da legislação de restrições de algumas cidades, principalmente São Paulo, onde o caminhão pode circular livre por estar na categoria VUC (Veículo Urbano de Carga).

Com câmbio de seis marchas integrado ao painel, o lançamento da Mercedes traz transmissão manual ZF e novo padrão de segurança.
A Sprinter, que iniciou sua conquista do mercado brasileiro com maior aplicação para o transporte de passageiros, inverteu a tendência e hoje a utilização do caminhão está 60% no transporte de cargas. A plataforma chassi, por exemplo, comporta um baú de até 22 metros cúbicos, espaço suficiente para as operações urbanas.

Toda a nova linha oferece maior capacidade de transporte. No caso dos passageiros, as vans apresentam versões para 9 pessoas, mais o motorista, e 15 + 1. Para o transporte de cargas, as opções de entreeixos permitem peso bruto total de 3,5, 3,88 e 5 toneladas.

Facilidade operacional


Um dos atributos que chamam atenção na nova Sprinter é a configuração das portas, que permite acesso lateral e traseiro às cargas. A nova porta lateral permite o carregamento de um pallet, pois tem dimensões de 1,82 m por 1,30 m.

Além disso, as portar traseiras têm opção de abertura de 270º, o que permite o trabalho em locais apertados e de difícil acesso.
A fábrica argentina da Sprinter tem capacidade de produção de 20 mil unidades por ano e, desde sua entrada em operação, já produziu 200 mil vans.

Junto com o início das vendas da nova linha, a Mercedes-Benz apresentou seu novo conceito de atendimento na rede de concessionários, os Van Centers, que estarão presentes nos mercados acima de 1.000 veículos por ano com atendimento exclusivo aos frotistas e donos de Sprinter e serviços diferenciados. A primeira unidade, inaugurada em São Paulo, na Avenida dos Bandeirantes, pertence ao Grupo De Nigris. Outros Van Centers serão abertos em Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG) e Rio de Janeiro.

Preço

O modelo de entrada da Sprinter, o Chassi 311 CDI Street com entreeixo de 3.665mm sai por R$ 79.505,75.

COMMENTS