Deputados paulistas questionam viabilidade do monotrilho no metrô de Congonhas (SP)

Impacto ambiental, o real alcance aos usuários, a segurança preventiva e a transparência na implantação são os pontos que serão discutidos para poder dar prosseguimento no processo de implantação

Anac redistribui em Congonhas horários de pousos e decolagens não usados por empresas
MPF move ação para apurar irregularidades em obras no aeroporto de Congonhas
Azul Cargo comemora um ano de operações e inaugura loja no Aeroporto de Congonhas (SP)

A Comissão de Viação e Transportes da Assembleia Legislativa de SP promoverá nesta quarta-feira (30) uma discussão sobre a conveniência, o impacto ambiental, o real alcance aos usuários, a segurança preventiva e a transparência na implantação da linha 17 do metrô, que fará a ligação do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, à rede metroviária, em sistema de monotrilhos, em especial o trecho da estação Morumbi.

O debate foi proposto pelo deputado Ricardo Izar (PSD-SP). Ele questiona a opção pelo sistema de monotrilho, em detrimento do metrô subterrâneo. Um dos prejuízos que ele cita é o impacto ambiental, gerado pela retirada da vegetação para dar lugar aos trilhos.

A reunião será realizada no auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

COMMENTS