AmstedMaxion promove treinamento na MRS logística para otimizar utilização de componentes

Empresa investe no treinamento dos clientes para aperfeiçoar o uso de seus equipamentos visando a redução do custo de manutenção

AmstedMaxion desenvolve protótipo de vagão transportador de contêineres
AmstedMaxion desenvolve novo vagão para contêineres
Interior de SP tem Centro de Treinamento Ferroviário

A AmstedMaxion, fabricante de implementos do segmento ferroviário, está buscando otimizar o uso de seus equipamentos por meio do treinamento de clientes. Com isso a empresa realizou treinamentos com profissionais da MRS Logística e representantes da FCA (Ferrovia Centro-Atlântica). O treinamento visa discutir a dinâmica da interação dos equipamentos nos vagões para aperfeiçoar a aplicação dos componentes.

Os profissionais Roger Nascimento (Gerente RAF), Rafael Pedrosa (Eng. Residente) e Bruno Silva (Eng. Residente), da AmstedMaxion, acompanhado por Andrew Kurtyak (Team lead – Amsted Rail), Larry Stricker (Brenco– Amsted Rail), Martin Reed (Brenco – Amsted Rail) e Paulo Morishita(Amsted Rail) realizaram um treinamento com equipes da MRS e três profissionais da FCA, nas oficinas de Conselheiro Lafaiete e Belo Horizonte.

De acordo com Roger Nascimento, o objetivo deste trabalho engloba, especificamente, a  discussão da dinâmica do truque e sua interação com seus componentes – roda, adaptador e cunha de fricção, etc – visando otimização na utilização dos componentes aliado à redução dos custos de manutenção. “Na maioria das vezes, o nosso produto tem performance diretamente relacionada à forma de utilização do truque e do modelo adotado pela ferrovia”, observa.

O treinamento, que teve a duração de três dias, divididos em aulas teóricas e práticas, foi ministrado por Andrew Kurtyak, engenheiro de serviços da AmstedRail, que possui quase 30 anos de experiência em análise de truque e sua interação com seus componentes. “Foi uma atividade muito positiva para as empresas participantes – AmstedMaxion, Amsted Rail, MRS e FCA e certamente essa parceria proporcionará o melhor entendimento do negócio do cliente da AmstedMaxion e redução dos crustos operacionais da ferrovia, sem colocar em risco a segurança na operação”, afirma Roger.

COMMENTS