MWM International consolida parceria com a GM

Fabricante de motores fornecerá 300 mil unidades a diesel para a linha de montagem da picape Chevrolet S10

Vale fecha acordo de concessão com companhia ferroviária da Argentina
Cargas entre América Latina e Europa em até 48 horas
Lufthansa é primeira companhia a adquirir novo Boeing 747-8

Planta de motores da MWM em Santo Amaro, São Paulo (SP)

A MWM International, fabricante de motores com três unidades de produção no Mercosul, duas no Brasil, em Santo Amaro, na cidade de São Paulo (SP), e em Canoas (RS), e uma na Argentina, em Jesus Maria, inaugurou recentemente na planta gaúcha a nova linha de montagem dos motores Chevrolet 2.8 CTDI, que equiparão as picapes S10.

Segundo MWM, a operação demandou investimentos de US$ 80 milhões e a parceria da fábrica com a General Motors prevê a fabricação de 300 mil motores diesel até 2018. O acordo foi firmado em 2008 e está sendo considerado o maior contrato de gênero na história da empresa.

De acordo com o presidente da MWM INTERNATIONAL, José Eduardo Luzzi, este projeto simboliza a união entre duas grandes líderes do setor automotivo que buscam eficientes processos e qualidade para os seus produtos. “Este novo modelo de negócio reforça ainda mais a nossa parceria com a GM, contribuindo para o crescimento da montadora no País que tem como principal objetivo manter a liderança da Chevrolet S10”, explica.

A fabricação dos motores para a GM demanda a integração das três unidades da MWM International na região. A fábrica paulista de Santo Amaro é responsável pela usinagem do bloco do motor e a unidade argentina realiza a usinagem do cabeçote. Em Canoas, os componentes são recebidos e a montagem do motor é feita para a entrega dos propulsores prontos na unidade da GM em São José dos Campos (SP).

Confira os processos e testes que a MWM International realiza nos motores:

Cold Test: sistema que detecta anomalias no desempenho do motor. Com o equipamento, durante o teste, o motor não entra em combustão, diminuindo significativamente a emissão de gases. São avaliados os sistemas de pressão do motor, pressão rail, admissão e escape, vibrações (NVH), torque, sistema elétrico e injeção eletrônica. Pelo equipamento ser dedicado ao motor, o sistema é extremamente eficaz e gera resultados mais precisos (comprovados estatisticamente) garantindo a confiabilidade do produto e satisfação do cliente.

SIVE – Sistema de Inspeção Visual Eletrônico: é um sistema ótico-eletrônico que interpreta características do produto, avaliando os padrões de conformidade. Totalmente automatizado, o sistema é capaz de realizar inspeções repetitivas com 100% de confiabilidade, garantindo assim a integridade e correto posicionamento dos componentes.

Engine Tracking: tecnologia que certifica todos os processos da linha de produção.  Antes que os equipamentos entrem em operação, é realizado um controle para certificação do operador (se ele está no posto correto e até se é capacitado para a função). Outra solução que integra o sistema é a validação dos processos do equipamento – são simulados acertos e erros para constatação se estão ativos na operação.

Poka-Yokes: dispositivo a prova de erros com o propósito de evitar a ocorrência de defeitos em processos de fabricação. Quando é ativado, linha de processamento paralisa de forma que o problema possa ser corrigido.

COMMENTS