Continuidade das obras do Rodoanel Leste em SP dependem de licença ambiental

Sétima etapa da obra, que representa mais 13 km de rodovia, passando pelas cidades de Ribeirão Pires e Suzano tem início previsto para o segundo semestre de 2012

Especialista fala sobre a responsabilidade do transportador em questões ambientais
O transporte não mata só através de acidentes
Iveco apresenta protótipo de caminhão bicombustível

A concessionária SPMar, responsável pela construção do Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas, protocolou o pedido de mais uma Licença Ambiental de Instalação para obras da via. A solicitação, enviada à Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (CETESB), se refere ao Lote 5, sétima etapa da obra, que representa mais 13 km de rodovia, passando pelas cidades de Ribeirão Pires e Suzano.

Este trecho está localizado entre a Rua Evaldo Braga e a Estrada dos Fernandes, onde, a partir do segundo semestre de 2012, após a emissão da licença, serão realizados trabalhos de terraplanagem e a construção dos pavimentos e das obras de arte.

A construção desse trecho não irá interferir nem bloquear qualquer ligação ou via existente, sendo que será mantido o fluxo diário de veículos e de pedestres.

O primeiro trecho de obras começou em 17 de agosto de 2011 com a inauguração das obras do trevo que fará a ligação entre o Rodoanel Sul e a Avenida Papa João XXII com o Trecho Leste. Em outubro, teve início a segunda fase das obras, com a construção da usina de concreto da fábrica de vigas, localizada na Avenida Jorge Bey Maluf, em Suzano.

A construção do túnel Santa Luzia, que teve início em 21 de dezembro, marcou a terceira etapa da construção. A quarta fase começou em janeiro de 2012 com a liberação da licença ambiental de instalação dos primeiros quatro quilômetros do Encontro Leve Estruturado em Suzano. A quinta e sexta etapas, que representam mais 11 quilômetros da rodovia, estão em processo de aprovação pela CETESB, com previsão de liberação para os próximos meses.

COMMENTS