Bombardier inaugura fábrica de trens monotrilho em Hortolândia (SP)

Primeiros trens devem sair da linha de montagem ainda em 2012. Novas instalações atenderão todos os projetos de monotrilhos da empresa no Brasil e no mundo

Bombardier fecha maior venda da história da companhia
John Travolta é nomeado embaixador dos jatos Bombardier
Governo sueco firma acordo milionário com a Bombardier

A Bombardier Transportation inaugurou em Hortolândia (SP) uma unidade de produção de trens de monotrilho. As novas instalações representam um investimento de US$ 15 milhões e passam a ser o local de produção de monotrilhos da Bombardier para o Brasil e resto do Mundo.

As primeiras carrocerias e truques que já estão sendo produzidos, bem como os primeiros carros devem sair da linha de montagem ainda em 2012. A nova unidade industrial foi construída em 18 meses.

“As novas instalações de produção de monotrilhos representam a segunda etapa da expansão industrial iniciada em 2009, cujo objetivo é triplicar nosso número de funcionários no Brasil, atingindo em breve 600 pessoas, e quadruplicar a área industrial em Hortolândia”, declarou André Navarri, Presidente mundial da Bombardier Transportation.

O primeiro pedido, realizado pelo Metrô de São Paulo, prevê a produção de 54 trens de sete carros cada (378 carros) do monotrilho Innovia Monorail 300, cada trem tem capacidade para transportar mil passageiros. O Innovia Monorail 300 suporta o transporte de até 48 mil passageiros por hora, por direção.

A Bombardier vai projetar, fornecer e instalar o sistema em uma nova linha de 24,5 km e 17 estações, em consórcio com as construtoras brasileiras Queiroz Galvão e OAS, que servirá como extensão da Linha-2 do Metrô de São Paulo, que ligará as regiões de Vila Prudente e Cidade Tiradentes. O primeiro trecho da nova linha, das estações Vila Prudente e Oratório, deve começar a atender aos passageiros no final de 2013, seguido de um segundo trecho, até São Mateus, em 2014. A totalidade da linha será terminada em 2016.

COMMENTS