Argentina sedia Conferência da Interpol sobre roubo e tráfico de veículos

Evento foi realizado semana passada em Buenos Aires e reuniu delegados de polícia e especialistas em recuperação de veículos do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile e Bolívia

PSA Peugeot Citröen é líder de produção na Argentina
Aliança Navegação e Logística começa a operar em mais um porto na Argentina
Porto de Santos (SP) recebe primeiro porta-contêiner de 7,1 mil TEUs da Hamburg Süd

A Interpol realizou na semana passada, em Buenos Aires, na Argentina, a 1ª Conferência sobre Prevenção de Roubo e Tráfico de Veículos na América do Sul, evento que reuniu delegados de polícia e profissionais especializados na recuperação de veículos do Brasil, Chile, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia.

Segundo os organizadores do evento, o objetivo da Interpol é debater os regulamentos e políticas em cada país para combater este tipo de crime e frear a adulteração e falsificação de documentos do mercado automotivo.

O diretor de Operações do Grupo Tracker, empresa que fornece sistemas e serviços de rastreamento de veículos e cargas, Carlo Alberto Betancur, participou do encontro como palestrante. “Em média, 360 mil carros são roubados por ano no Brasil e infelizmente, o país também é recordista em roubo de carga. Vamos apresentar à Interpol toda a expertise do Grupo Tracker nessa área, já que somos a maior empresa de rastreamento e monitoramento de veículos do Brasil. Nossos índices de recuperação chegam a 95%”, afirma Betancur.

Segundo o executivo, em 11 anos de atividade, a Tracker recuperou mais de 21 mil veículos, evitando prejuízos que podem chegar a R$ 1,4 bilhão. “Se unirmos nossas forças, conseguiremos criar convênios de cooperação para prevenir o roubo e contrabando de veículos roubados em toda a América do Sul”, espera Álvaro Velasco, presidente do Grupo Tracker.

COMMENTS