Zona sul é a região mais cara para abastecer na capital paulista

Pesquisa de preços feita pela Ticket Car revela que, na área, gasolina chega a até R$ 3,20 por litro

Infraero verifica 56 itens antes de receber cargas perigosas em seus armazéns
Infraero divulga maquete virtual do aeroporto de Manaus (AM)
Motorista amazonense é símbolo da igualdade entre homens e mulheres no transporte

De acordo com o Índice de Preços Ticket Car (IPTC), o etanol encerrou o mês de novembro 1,94% mais caro para o consumidor paulistano. O preço médio cobrado pelo combustível na cidade de São Paulo foi de R$ 1,958/l. A gasolina também sofreu ajuste, mas de forma mais suave. O valor médio está cotado a R$ 2,726/l, 0,10% mais caro que em outubro.

Segundo informações coletadas pela mesma pesquisa, a zona sul da cidade é a região mais cara para abastecimento com etanol e gasolina. Quem optar por abastecer no Jardim Europa, por exemplo, chega a pagar R$ 3,20 por litro de gasolina. Já o etanol, é encontrado por até R$ 2,199 por litro.

Com as alterações, as médias por litro são: gasolina – R$ 2,726; etanol – R$ 1,958; diesel – R$ 1,996; biodiesel – R$ 2,003 e GNV
– R$ 1,392 o metro cúbico.

Brasil

No País, o etanol sofreu aumento de 0,54% em seu preço. Isso faz com que a gasolina ainda seja o combustível mais econômico para os brasileiros. A média nacional do derivado do petróleo equivale a 79,3% do preço cobrado pelo etanol.

De acordo com o IPTC, o preço do combustível vegetal é encontrado, em média, a R$ 2,302/l, enquanto pagou-se pela gasolina R$ 2,904/l. Em todos os estados brasileiros,  a gasolina é o combustível mais econômico para od donos de veículos flex. Aqueles que optaram por outras formas de abastecimento, como o Gás Natural Veicular (GNV), a média foi de R$ 1,784 m³. Quem abasteceu com diesel desembolsou cerca de R$ 2,129/l.

COMMENTS