Comissão da Câmara rejeita bafômetro como equipamento obrigatório nos veículos

Projeto de Lei 2057/11, do deputado Paulo Wagner (PV-RN), será arquivado, a menos que haja recurso de 52 deputados para sua votação em Plenário

Projeto que torna Lei Seca mais rígida será votado no Senado
Lei Seca vai flagrar uso de drogas psicotrópicas em São Paulo
Veículos de frota poderão ter bafômetro no sistema de partida

Foi rejeitada no dia 14/12, pela Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 2057/11, do deputado Paulo Wagner (PV-RN), que torna o bafômetro um equipamento obrigatório em todos os veículos.

“Não parece razoável exigir a instalação do aparelho em todos os veículos saídos de fábrica no Brasil, onde o preço dos automotores já é, comparativamente, mais elevado”, disse o relator, deputado Milton Monti (PR-SP).

Segundo ele, o crucial é investir na educação dos condutores. “O motorista, portanto, não precisaria de nenhum instrumento de medição, pois saberia que qualquer ingestão de bebida alcoólica pode lhe colocar em posição de descumprir a norma legal”, defende.

O projeto será arquivado, a menos que haja recurso de 52 deputados para sua votação em Plenário.

Com informações da Agência Câmara de Notícias

COMMENTS