Banco Mercedes-Benz fecha novembro com alta de 37% nos negócios

De janeiro a novembro de 2011 o valor em novos negócios conquistado pelo banco foi de R$ 3,66 bilhões

Banco Mercedes-Benz financia R$ 1,9 bilhão no 1º semestre de 2011
Carteira do Banco Mercedes-Benz aumenta para R$ 10,5 bi no primeiro quadrimestre deste ano
Banco Mercedes-Benz financia 50 caminhões para Grupo Binotto

A carteira do Banco Mercedes-Benz encerrou o mês de novembro com R$ 9,3 bilhões, alta de 37% comparada ao mesmo mês do passado, quando foi registrado R$ 6,8 bilhões. De toda essa quantia, o BNDES Finame representa 69,3; o CDC, 12,3%; o Leasing, 3,9%; o Floorplan, 2,7%; o Compra de Recebíveis, 11,3%, e o CDC Serviços, Capital de Giro e Empréstimo Pessoal, 0,5%.

De janeiro a novembro de 2011 o valor em novos negócios conquistado pelo banco foi de R$ 3,66 bilhões, acréscimo de 20% em relação aos mesmos meses de 2010 (R$ 3,04 bilhões).

No período, foram 19.644 veículos Mercedes-Benz zero-quilômetro financiados no acumulado do ano, elevação de 15% comparada ao mesmo período de 2010 com 17.072 unidades.

“Novas opções de pagamento foram oferecidas em um processo mais simplificado. Treinamos 120 Concessionários de todo o Brasil, com o envolvimento das Regionais do Banco, para que não houvesse dificuldade com as novas ferramentas”, afirma Angel Martínez, diretor Comercial do Banco Mercedes-Benz.

O longo dos onze primeiros meses de 2011, a modalidade de financiamento mais procurada no banco foi o BNDES Finame, com R$ 2,77 bilhões e elevação de 7% comparada a igual período do ano anterior com R$ 2,58 bilhões liberados.

O CDC (Crédito Direto ao Consumidor) obteve a maior alta no acumulado do ano 135%, com R$ 871,85 milhões negociados, contra R$ 371,46 milhões liberados nos mesmos meses de 2010. Do total de novos negócios realizados pelo Banco Mercedes-Benz no período, o BNDES Finame representou 76% e o CDC 24%.

COMMENTS