Emirates encomenda mais 70 aeronaves à Boeing

Maior (em dólares) da história da fabricante de jatos, pedido feito durante o Dubai Air Show ultrapassa a casa dos R$ 46 bilhões

Embraer e empresa chinesa fecham negócio de R$ 700 milhões
Aeroporto de Cuiabá (MT) inicia obras de recapeamento da pista
Airbus firma acordo com IndiGo e anuncia maior pedido de sua história

A Emirates acaba de fazer o maior pedido da história da Boeing para a obtenção de mais 50 aeronaves 777-300, ao preço de varejo de US$ 18 bilhões (R$ 32 bilhões). O pedido também incluiu 20 Boeings 777-300 avaliadas em US$ 8 bilhões, totalizando 70 aeronaves no valor de US$ 26 bilhões (cerca de R$ 46,3 bilhões).

O acordo foi assinado no domingo (13), durante uma cerimônia no Dubai Air Show por Sua Alteza Sheikh Ahmed Bin Saeed Al-Maktoum, Presidente e CEO da Emirates Airline & Group, e Jim Albaugh, Presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. Este pedido recorde de aeronaves de longo curso aumenta a atual frota de 95 Boeings 777 da companhia. A Emirates já havia solicitado à Boeing 40 aeronaves 777-300 ER. Agora, o total de aeronaves 777-300 ER pedidas à Boeing chega a 90.

“Com 61 777-300 ER atualmente em serviço, este pedido de valor recorde em dólares é mais um marco para a Emirates e afirma a nossa estratégia de expandir nossos destinos de longo curso e continuar a destacar-nos como uma companhia líder mundial, conectando o mundo a Dubai e além”, afirmou Saeed Al-Maktoum.

As aeronaves serão operadas em uma configuração de três classes com oito suítes na Primeira Classe, 42 assentos na Classe Executiva, 310 na Classe Econômica e espaço para cargas de até 20,1 toneladas.

COMMENTS