Fusão de TAM e LAN Chile deve ser finalizada até março de 2012

Fusão de TAM e LAN Chile deve ser finalizada até março de 2012

Unificação resultará em um dos três maiores grupos aéreos em valor de mercado do mundo

Turkish Airlines amplia frequência de voos internacionais
American Airlines anuncia aumento de frequências e rota para o Brasil
TAP recebe aporte de € 100 milhões de Portugal

As aéreas LAN Chile e a brasileira TAM deram início a mais um passo de seu processo de unificação por intermédio de empresas internacionais de consultoria, com o objetivo de preparar a futura fusão entre as empresas. A expectativa é que o LATAM Airlines Group seja criado até o final do primeiro trimestre de 2012, condicionado às aprovações finais das autoridades competentes e à concordância dos acionistas não controladores da TAM e da LAN.

Essa fusão criará um novo grupo latino-americano de linhas aéreas, chamado LATAM Airlines Group, e incluiria a LAN Airlines e suas subsidiárias no Peru, Argentina e Equador; Lan Cargo e suas subsidiárias; TAM Linhas Aéreas S/A; TAM Mercosur e todas as holdings da LAN e da TAM.

Apesar da união, as duas companhias continuarão operando com os certificados e marcas existentes e com seus respectivos escritórios em Santiago, no Chile, e São Paulo (SP). A transação, que já foi aprovada pelo Tribunal de Livre Concorrência do Chile (TDLC) em setembro, aguarda a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Na estrutura do novo grupo, Maurício Rolim Amaro será o presidente do Conselho de Administração da LATAM e Enrique Cueto será o CEO (Chief Executive Officer) da LATAM. Maria Cláudia Amaro continuará como presidente do Conselho de Administração da TAM S/A e será conselheira da LATAM. Marco Antonio Bologna seguirá como CEO da TAM S/A e Ignacio Cueto será o CEO da LAN. Líbano Barroso, que hoje preside a TAM Linhas Aéreas, será o CFO (Chief Financial Officer) da LATAM; as áreas que hoje se reportam a ele passarão a se reportar a Bologna após a criação do grupo. Essa nova estrutura será implementada a partir da efetiva criação da LATAM, mantendo-se inalteradas as atuais estruturas até lá.

A união das duas companhias resultará em um dos dez maiores grupos de empresas aéreas do mundo. Em valor de mercado, será um dos três maiores. Ele oferecerá serviços de transporte de passageiros e carga para mais de 115 destinos em 23 países, com uma frota de mais de 280 aeronaves e quase 50 mil funcionários.

COMMENTS