MAN se prepara para atender ao Euro 5

MAN se prepara para atender ao Euro 5

Nova linha de ônibus Volksbus 2012 traz os primeiros motores MAN aos veículos brasileiros e prepara a montadora para atender ao Proconve 7

Fraude no Controle de Emissões de Veículos Diesel cresce no País
Direto da Redação – TV Transporta Brasil – nº 16
DAF apresenta caminhão extrapesado para brigar com os grandes

A MAN Latin America apresentou esta semana a nova linha de ônibus Volksbus 2012, lançamento que revelou a estratégia da montadora para atender às novas normas de emissões de poluentes por motores a diesel, o Proconve 7/Euro 5. O presidente Roberto Cortes disse que a MAN e toda a linha Volkswagen Caminhões e Ônibus utilizarão as duas principais tecnologias disponíveis para controle das emissões, o EGR (Exhaust Gas Recirculation – Recirculação dos Gases de Escape), e o SCR (Seletive Catalystic Reduction).

A primeira se vale de um sistema de recirculação dos gases do motor para diminuir a descarga de poluentes, em acréscimo de qualquer aditivo. A segunda, o SCR, é o sistema que utiliza a solução de ureia Arla 32 como aditivo para reduzir a liberação dos gases e particulados.

A montadora investiu R$ 300 milhões na criação da nova linha Volksbus e na adaptação dos processos de montagem. Cerca de 200 técnicos e engenheiros foram envolvidos no projeto, que consumiu 2,1 milhões de horas de testes, 3,6 milhões de litros de diesel, 195 mil litros de Arla 32, percorrendo 9 milhões de quilômetros.

A linha Volksbus 2011 chega ao mercado com 8 novos modelos, do minibus ao articulado, com motorização Cummins, MWM e, pela primeira vez, MAN, todos preparados para o Euro 5, optando por EGR e SCR, dependendo de cada modelo ou aplicação.

Chegada dos motores MAN

Os novos motores MAN, primeiros a serem montados no Brasil, estão sendo produzidos nas linhas da MWM, em Resende (RJ), e em São Paulo (SP). São duas versões do modelo MAN D08, com dois turbocompressores e sistema de injeção Common Rail, de 4 cilindros, com 190 e 230 cavalos de potência, e de 6 cilindros, com 280 cavalos. A tecnologia empregada para atender ao Euro 5 nesses motores é a EGR, com recirculação de gases de exaustão, sem a necessidade do aditivo Arla.

Em todo o mundo, a MAN já produziu mais de 2 milhões de motores, com aplicações em mais de 50 países. Metade dos navios em operação no planeta são equipados com propulsores da marca.

Abastecimento para os novos motores

A possível desorganização da distribuição de diesel S50 (com 50 ppm de enxofre), combustível essencial para os novos motores Euro 5/Proconve 7, parece não preocupar a MAN Latin America. Os executivos da montadora confiam nas promessas do governo de que haverá diesel em oferta suficiente para abastecer o mercado a partir de 2012.

Quanto ao Arla 32, a MAN fechou uma parceria com a Cummins Filtration para oferecer o aditivo em sua rede de concessionários sob marca própria, em embalagens de 2 litros a 1.000 litros. “Não temos alternativa. Só teremos estes motores disponíveis no mercado e todos os players deste processo confirmara que estarão prontos para atender à demanda. A MAN está do lado de seus clientes e oferecerá soluções para que todos possam passar por esta transição com tranquilidade”, diz Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America.

A MAN vai continuar exportando os veículos Euro 3 para países da América Latina e África onde o novo regulamento de emissão não estará em vigor em 2012.

COMMENTS