DIPJ 2011 deve ser entregue até o próximo dia 30 de junho

Todas as pessoas jurídicas estão obrigadas a entregar a Declaração de modo centralizado pela matriz ou sede dentro do prazo estipulado

São Paulo aprova lei que proíbe taxa de agendamento de entrega
TGA Logística inicia operações com rota de 72 horas entre Brasil e Uruguai
Elog tem novo diretor de negócios

Segundo a Receita Federal, a DIPJ 2011 – Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica relativa a 2010 – pode ser entregue até o próximo dia 30 de junho. Todas as pessoas jurídicas, inclusive as equiparadas, estão obrigadas a entregar a Declaração de modo centralizado pela matriz ou sede dentro do prazo.

“Vale lembrar que o prazo para entrega da DIPJ é 30 de junho de 2011. Com relação à pessoa jurídica extinta, cindida, fusionada, incorporadora e incorporada o prazo de entrega poderá variar conforme a data do evento de extinção, cisão, ou incorporação”, informa Daniel Takaki, advogado especialista em Direito Tributário do Manhães Moreira Advogados.

“Caso a data do evento ocorra entre janeiro a maio de 2011, a DIPJ deve ser entregue até 30 de junho de 2011. E se a data do evento for entre junho a dezembro de 2011, a DIPJ dever ser entregue até o último dia do mês subseqüente ao do evento”, conclui.

A obrigatoriedade não se aplica à empresa incorporadora, caso ela e a incorporada estejam sob mesmo controle societário desde o ano-calendário anterior a da incorporação.

A transmissão da DIPJ deve ser feita pela Internet por meio do site da Receita Federal.

A pessoa jurídica que não apresentar a DIPJ, ou apresentá-la após o prazo fixado pela RFB, está sujeita à multa de 2% ao mês, incidente sobre o valor do imposto de renda informado na DIPJ, limitada a 20%. Já a pessoa jurídica que apresentar a DIPJ com incorreções ou omissão, está sujeita à multa de R$ 20,00 para cada grupo de 10 informações incorretas ou omitidas. A multa mínima a ser aplicada é de R$ 500,00

COMMENTS