Volvo anuncia pesados investimentos no Brasil

Volvo anuncia pesados investimentos no Brasil

Montadora deve ampliar suas operações no País com a construção de novo centro de logística de peças de reposição e a fabricação de caixas de câmbio eletrônicas

Governo pretende reabrir linha de crédito para compra de caminhões
Minas Gerais anuncia alteração de regra de tributação do transporte de cargas
Volvo vai investir pesado no Brasil em 2014

De olho no mercado de veículos pesados de 2011, o presidente da Volvo Brasil, Roger Alm, anunciou nesta terça-feira (8/2) investimentos para expandir suas operações no Brasil e na América Latina na área da produção e logística.

O projeto envolve um investimento da ordem de R$ 50 milhões para a construção de um novo centro de logística de peças de reposição no complexo industrial da marca, localizado em Curitiba (PR).

A instalação terá 28,2 mil m², sendo que 22 mil m² serão aproveitados somente para áreas de armazenagem. “Vamos expandir todos os nossos recursos atualmente disponíveis para otimizar a gestão da cadeia logística”, afirma Paulo Turci, gerente de projetos da Volvo Parts na América do Sul e responsável pela instalação do novo centro.

A estrutura deverá contribuir para a implementação de um sistema global de gerenciamento da cadeia de suprimentos da Volvo denominado Supply Chain Management. O método vai aperfeiçoar a gestão da cadeia de peças de reposição, interligando os centros logísticos centrais da corporação espalhados por diferentes continentes. “Vamos também acelerar a qualidade e o tempo de movimentação de materiais, além de aumentar a densidade de armazenagem”, comenta Turci.

Além disso, o novo centro será construído seguindo um conceito ambientalmente correto. Dentre os aspectos estão: coleta de água de chuva para reaproveitamento; energia elétrica gerada a partir de captação de painéis solares; lâmpadas de Led mais econômicas; iluminação translúcida e um pátio com piso permeável.

Caixas de câmbio I-Shift

Também foi anunciado um investimento de cerca de R$ 25 milhões destinado à fabricação das caixas de câmbio eletrônicas I-Shift, até então fabricadas pela unidade fabril localizada na Suécia, sede da Volvo.

“A caixa I-Shift tem tido uma fantástica aceitação no Brasil e nos demais países da América do Sul. Ela já equipa 60% dos caminhões da linha “F” que saem da linha de montagem”, declara Nilton Roeder, responsável pela Volvo Powertrain na América do Sul.

A montagem das caixas eletrônicas será feita nas instalações de Powertrain, no complexo de Curitiba, onde também será fabricado o motor 11 litros dos caminhões Volvo.

Mercado nacional

O Brasil é atualmente o principal mercado de caminhões da marca em todo o mundo, com o maior volume de vendas nos últimos dois anos. No ano passado, a empresa faturou R$ 6,8 bilhões, resultado da comercialização de 18,3 mil caminhões, sendo 16,2 mil somente no Brasil.

“O Brasil sempre foi um mercado muito importante para o Grupo Volvo, que vem constantemente investindo desde que a empresa se instalou aqui, no final dos anos 70. O País é a base para nossas operações em toda a América Latina”, declara Roger Alm, presidente da Volvo do Brasil.

COMMENTS