Balanças flagraram mais de 675 mil veículos acima do peso em 2010

Balanças flagraram mais de 675 mil veículos acima do peso em 2010

No período, cerca de 8,8 milhões de veículos pesados foram avaliados pelas balanças de precisão

Na Fenatran também tem software de prevenção de perdas
Ford e GM firmam parceria para desenvolvimento de transmissão automática
Consórcio Volkswagen cresce 56,5% nos últimos 12 meses

Cerca de 9,6 milhões de caminhões e ônibus passaram pelos PPVs (Postos de Pesagem de Veículos) nas rodovias do Brasil durante o ano de 2010. Deste número, 8,8 milhões  de veículos foram avaliados pelas balanças de precisão, e foi registrado que mais de 7% (676.239) levavam carga acima dos limites permitidos pelo Código de Trânsito Brasileiro. Os registros consideram os dados dos 70 postos que operaram durante o ano passado.

Em 2009, quando havia 52 postos em operação, passaram nas balanças de precisão cerca de 5,4 milhões de veículos e destes, 8,5% transportavam excesso de peso.

Ao todo, os Postos de Pesagem de Veículos operam com 41 equipamentos fixos e 29 móveis. Os Postos com equipamentos fixos funcionam com balanças seletivas, que pesam o veículo a uma velocidade de 60 km/hora e balança de precisão lenta. Quando as primeiras indicam algum excesso, o veículo vai para as balanças lentas para calcular o peso preciso das cargas.

De acordo com a lei, em alguns casos, o DNIT efetua o transbordo e/ou remanejamento da carga excessiva. Em 2010, isto ocorreu com 244.941 veículos. O remanejamento faz a distribuição adequada da carga dentro do veículo, eliminando o excesso em algum eixo. Já com o transbordo, parte da carga é transferida para outro veículo.

Saiba mais sobre como funcionam as balanças nas rodovias neste link.

Com informações do DNIT

COMMENTS