TGA Logística investirá em frota e terminais para expandir operações

Empresa busca consolidação e maior visibilidade nos mercados brasileiro e internacional

Iveco cria condomínio de fornecedores em fábrica de Sete Lagoas (MG)
Serra Rio-Petrópolis terá restrição a caminhões
Randon inaugura banco com sede em Caxias do Sul (RS)

A TGA Logística já faz projeções para 2011. Com o intuito de se firmar nos mercados brasileiro e internacional, a empresa deverá investir em frotas e equipamentos, além da verticalização e da ampliação da capacidade dos terminais.

“Um dos mais promissores negócios é a movimentação de contêineres, em função do aumento da importação e da grande procura da indústria por espaços cada vez maiores e mais otimizados para armazenagem e distribuição”, explica Adilson Santos, diretor executivo da TGA. “Queremos olhar o gargalo logístico como uma oportunidade de criarmos soluções, e não como uma barreira de entrada”.

Para iniciar a expansão, estão previstas 15 novas carretas sider de 15 metros dedicados ao transporte internacional, 10 novas carretas completas para transporte de contêineres e a ampliação dos terminais de carga de 10.000 metros para 15.000 metros.

Como em 2010 a TGA cresceu 80% em consequência dos negócios de transporte e armazenagem de produtos vindos da China, a empresa pretende investir ainda mais neste setor e espera atrair outros clientes do mesmo porte que os atuais. “O investimento nos syders e nas carretas, nos trará mais margem de oferta dos nossos serviços”, comenta Nilson Santos, diretor de operações, lembrando que a empresa planeja adquirir um novo terminal dotado de docas e localizado em região estratégica da cidade. “Com isto, contaremos com cerca de 15 a 16.000m de piso de armazém”, conclui Santos.

Em 2010 a empresa ultrapassou os investimentos anunciados, ampliou rotas internacionais e nacionais, como por exemplo as rotas 72Horas Brasil-Paraguai, Brasil-Argentina e Rota Sul Consolidada. Também cresceu piso de armazém de 2.000 metros para aproximadamente 10.000 metros, ampliou equipe operacional, força de vendas e atuação, envolvendo importação, armazenagem e distribuição de produtos vindos de outros países, como da China, por exemplo.

COMMENTS