Safra recorde no País gera falta de caminhões para escoamento

Safra recorde no País gera falta de caminhões para escoamento

Apesar do aumento do frete e da demanda massiva, transportadoras passam a recusar carga por falta de mão-de-obra. Safra deste ano deve chegar a 148,9 milhões de toneladas

Falta espaço para guardar colheita brasileira
Juros da linha de financiamento do Moderfrota terão taxas reajustadas
Bilhões são literalmente perdidos anualmente

Devido ao bom período de colheita, a procura pelo escoamento da safra para os portos do País tem sido intensificada, o que vem resultando em falta de caminhões em diversos pontos de carregamento.

De acordo com o diretor do Setcepar (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná), Laudio luiz Soder, a forte demanda vem obrigando as transportadoras a aumentar o frete cobrado pelo transporte de grãos, que já subiu aproximadamente 20%. Mesmo com o acréscimo, alguns transportadores já estão recusando carga por não conseguir atender a demanda.

“Muitos transportadores optaram por deixar seus caminhões no nosso Estado para atender a produção paranaense. Mas, ainda assim, está sendo insuficiente para cobrir os pedidos”, explica Soder. “Algumas empresas, mesmo aumentando os preços, tiveram que optar por clientes e recusar novas ofertas. Está, sim, faltando caminhão neste momento, mas creio que até o fim de outubro esta situação esteja normalizada”, finaliza.

Safra recorde

O LSPA (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola) de setembro, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou número recorde para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deste ano: 148,9 milhões de toneladas. O volume é 11,1% maior que o alcançado em 2009, quando foi registrado 134,0 milhões de toneladas.

COMMENTS