Governo de SP assina acordo para realização de estudo na Hidrovia Tietê/Paraná

Entidades fecham convênio de 15 meses e R$ 2,4 milhões em investimentos. Projeto prevê a expansão da hidrovia Tietê-Paraná em 200 km a partir da cidade Anhembi (SP), que fará conexão de hidrovia-ferrovia com Salto (SP)

ALL abre 300 vagas para operadores de produção
Transportes terrestres exigem revolução na área de recursos humanos
Alstom inaugurará nova linha de VLTs em Taubaté (SP)

O DH (Departamento Hidroviário) e a EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia), do governo de São Paulo, assinaram um acordo com o intuito de desenvolver novos estudos sobre o uso múltiplo das águas do trecho Anhembi-Salto do Rio Tietê (SP). Com 15 meses de duração, o convênio envolverá cerca de R$ 2,4 milhões em investimentos.

A ação prevê o aumento da hidrovia Tietê-Paraná em 200 km, a partir da cidade de Anhembi, tornando possível uma nova conexão hidrovia-ferrovia em Salto. Assim, a hidrovia, que hoje possui 650 km no trecho paulista, chegará a 850 km navegáveis. Além disso, o projeto contempla a construção de até cinco barragens de baixo impacto ambiental e capazes de gerar energia à região.

Com a expansão entre Anhembi e Salto, o transporte de cargas como soja, milho e cana serão beneficiados. No ano passado foram transportadas cinco milhões de toneladas de carga no local, agora, a previsão é encerrar 2010 com aproximadamente seis milhões de toneladas.

“A hidrovia cresce, em média, 12% ao ano e com o projeto de expansão e aproveitamento múltiplo estimamos que o movimento atinja 12 milhões de toneladas/ano, após sua conclusão” comenta Frederico Bussinger, diretor do Departamento Hidroviário.

COMMENTS