Emplacamento de caminhões cresce 51,3% em 2010

Balanço da Fenabrave indica aumento em todos os segmentos do setor automobilístico e aumenta as projeções para o final deste ano

Dupla de engenheiros fará volta ao mundo em carro elétrico
Toyota atinge marca de mais de sete milhões de híbridos vendidos no mundo
Renault é a primeira a conectar os leves

O emplacamento de caminhões apresentou crescimento de 51,3% nos primeiros nove meses de 2010. O balanço foi apresentado pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) nesta sexta-feira (1). A entidade registrou aumento na comercialização em todos os segmentos num crescimento total de 9,45% nos veículos emplacados.

Em segundo lugar no ranking de crescimentos mais expressivos no setor aparece o segmento de implementos rodoviários, com 47,5%.

O balanço fez com que a entidade aumentasse as projeções para o fim do ano. De acordo com a Fenabrave, o setor deve emplacar 5,1 milhões de veículos, em um crescimento de 8,05%. A previsão anterior era de 7,82% de crescimento nas vendas. Nesta expectativa, os caminhões devem chegar à marca de 155.596 unidades emplacadas, em uma evolução de 42,56%.

Ainda de acordo com o estudo, a única queda registrada foi nos resultados de agosto para setembro. O presidente da Fenabrave, Sergio Reze, explica que o decaimento se deu pela menor quantidade de dias úteis em setembro. “Agosto contou com 22 dias úteis e setembro com 21. No entanto, se notarmos a média de vendas diárias, houve crescimento de 2,93% para automóveis e comerciais leves, por exemplo, o que demonstra que, se tivéssemos mais dias de venda, teríamos resultado positivo. O resultado do acumulado mostra que a economia reagiu”, comenta.

Reze também afirmou que as perspectivas são positivas, mas tudo dependerá do próximo governo, que deverá manter não só o crescimento do País, com responsabilidade fiscal, mas também o controle da inflação.

COMMENTS