Unidade de veículos pesados da Iveco completa um ano de atividades

Unidade de veículos pesados da Iveco completa um ano de atividades

Localizado na fábrica de Sete Lagoas (MG), o núcleo de produção de veículos pesados já atingiu a marca de 8.500 caminhões fabricados

Apta Caminhões e Ônibus cresce 3% em vendas de peças em 2013
Consórcio Scania é eleito o melhor da categoria em 2010
Alta do diesel pode gerar variação de até 1,41% no valor do frete

A unidade de produção de veículos pesados da Iveco, em Sete Lagoas (MG), completou um ano na última sexta-feira (17), com a marca de 8.500 caminhões fabricados.

Desde sua inauguração em 17 de setembro de 2009, que também é Dia Nacional do Transportador de Carga, a unidade já emprega 520 pessoas. Em um ano de atividade, seu índice de qualidade obtido chega a superar os registrados nas sedes europeias da montadora.

A criação do núcleo de produção também representou à empresa seu posicionamento no mais alto nível de produtividade da indústria de caminhões brasileira, com a capacidade passando de 6 mil para 20 mil veículos pesados e semi-pesados por ano.

Complexo Industrial

A linha de produção foi fruto dos R$ 80 milhões investidos na expansão do complexo industrial da montadora em Sete Lagoas. Prestes a completar dez anos, a fábrica de Minas Gerais é considerada a mais flexível da Iveco no mundo, e, em maio deste ano, a filial atingiu seu recorde de produção em um único mês, com a marca de 3.368 veículos fabricados.

Além da unidade específica de produção de veículos pesados, a planta integrada ainda conta com o único Centro de Desenvolvimento de Produto da empresa fora da Europa, e com uma “ilha ecológica”, onde os resíduos industriais e a água usada no processo produtivo são tratados antes de serem destinados à reciclagem, reutilização ou disposição final.

Produção

As linhas de montagem da unidade produzem os caminhões leves Iveco Daily, os semi-pesados EuroCargo e Tector, os pesados Cavallino e Cursor e os extra-pesados Stralis e Trakker. Entre outros veículos produzidos no complexo industrial estão micro-ônibus, o furgão Fiat Ducato e os motores a diesel da FPT.

COMMENTS