Em período de recuperação, Ferroeste amplia frota que opera entre Cascavel (PR) e Guarapuava (PR)

Visando à liquidação de dívidas e maior arrecadação, companhia ferroviária reformula diretoria, viabiliza reaproximação com a ALL e passa a operar em trecho paranaense com cinco locomotivas e 109 vagões

ALL inicia transporte de etanol das usinas do Mato Grosso do Sul
ALL testa equipamento para triplicar volume de cimento transportado
ALL termina 2º trimestre de 2014 abaixo das expectativas

Com o intuito de superar o momento de crise operacional e financeira, a partir do mês de agosto, a companhia ferroviária Ferroeste passa a operar com cinco locomotivas e 109 vagões no trecho entre os municípios de Cascavel e Guarapuava, ambos do Paraná. Antes, a ferrovia vinha funcionando com apenas duas locomotivas e 60 vagões. O balanço preliminar realizado pela nova diretoria da empresa apontou uma dívida de R$ 8,2 milhões, sendo R$ 5,8 já vencidos.

A ampliação da frota faz parte do plano de recuperação implementado pela nova diretoria. Além disso, foi estabelecida uma reaproximação com a ALL (América Latina Logística), concessionária do trecho Guarapuava-Porto de Paranaguá. Tal acordo aperfeiçoaria o transporte entre Cascavel (Ferroeste) e Paranaguá (ALL), as duas pontas da malha férrea que une o Porto ao Oeste do Paraná.

“A cada duas semanas será realizada uma reunião de trabalho, em Guarapuava, entre representantes das empresas, para acompanhar a evolução das operações conjuntas”, diz Neuroci Antonio Frizzo, presidente da Ferroeste. “Outra medida da diretoria, com o objetivo de equilibrar a situação econômico-financeira da ferrovia, é a possibilidade de fazer a manutenção das locomotivas e do material rodante nas oficinas próprias da empresa”, conclui.

Por: Victor José – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS