Scania comemora os 50 anos da fabricação de seu primeiro caminhão brasileiro

Com fábrica no bairro do Ipiranga, em São Paulo, a Scania produziu seu primeiro caminhão completo em 1960 no Brasil. Esse foi também o ano em que pela primeira vez as produções da montadora deixaram de acontecer apenas na Suécia. A Scania do Brasil é hoje uma das quatro maiores do mundo e já fabricou 276 mil ônibus e caminhões

ANP muda resolução e diesel menos poluente será oferecido em mais 700 cidades
Daimler lança nova geração de caminhão híbrido para distribuição urbana
Mercedes-Benz fornecerá 2,5 mil Actros para empresa chinesa

Neste segundo semestre de 2010, a Scania do Brasil comemora 50 anos da fabricação do seu primeiro caminhão em território brasileiro, quando a fábrica se encontrava no bairro do Ipiranga, na cidade de São Paulo. Este foi também o início da descentralização de toda a sua produção, que antes acontecia apenas na cidade de Södertälje, na Suécia.

Em 1960, a fabricante teve que atender às exigências do governo da época de nacionalizar toda a produção, e, dessa forma, construiu pela primeira vez o caminhão modelo L-7550, na cor cinza, que mudaria de cor em agosto daquele ano. Em dezembro, 304 caminhões já haviam sido vendidos.

Dois anos depois, com 250 empregados e capacidade para produzir 200 motores por mês, a fábrica foi transferida para São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, que hoje emprega cerca de 3 mil pessoas e tem capacidade para produzir 20 mil veículos e 5 mil motores por ano. Todos esses fatores caracterizam a fábrica brasileira como uma das quatro maiores do mundo, junto com a Scania da Suécia, França e Holanda.

Até hoje, o modelo de caminhão mais vendido da marca no Brasil foi o T113H, entre 1991 e 1998, alcançando o recorde de 26.398 unidades vendidas.

No País, a companhia já fabricou 276 mil veículos (ônibus e caminhões), sendo que 208 mil foram vendidos também em território brasileiro. No mundo, a Scania tem 32 mil colaboradores e está presente em mais de 100 países.

Por Nayra Brighi – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS