Porto de Pecém (CE) deve ganhar pátio de contêineres de cabotagem

Construção em uma área de 20 mil m² trará flexibilidade ao modal aquaviário do Estado. As propostas da licitação para o pátio serão abertas em 29 de julho

ALL quer entrada de sócio-investidor na Brado até o fim do ano
Avaliação dos portos brasileiros é a pior desde 2007
Santos Brasil adquire novos scanners para controle de cargas

A abertura das propostas para a licitação do pátio de cabotagem do porto do Pecém (CE) está agendada para dia 29 de julho. Além de oportunizar novos negócios que utilizam o modal aquaviário, a construção da área de 20 mil m² acarretará no aumento do fluxo de chegada e saída de produtos e trará agilidade aos serviços de liberação de cargas e de fiscalização. A obra está avaliada em R$ 2,3 milhões.

O pátio será exclusivamente aproveitado para depósito de contêineres de cabotagem. Desta forma, a carga ficará separada dos contêineres de comércio exterior, que precisam passar pela fiscalização da Receita Federal. “O novo pátio é muito importante, porque o Porto de Pecém vai ser um porto central do Brasil. É a última saída para a Europa. O transporte para o Nordeste vai ficar mais barato”, afirma o presidente da Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece), Francisco Zuza de Oliveira.

Pecém registra alta

Os números relativos ao transporte de cabotagem do Porto de Pecém de junho registraram aumento significativo. A importação de gás natural para o Terminal de Regaseificação da Petrobras e do sal foi responsável pelo crescimento de 65% na tonelagem movimentada no porto. Já na quantidade de contêineres comercializados, foi registrado um acréscimo de 17% em relação ao mesmo período no passado.

Por: Victor José – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS