Acontece

AmBev anuncia construção de nova fábrica em Pernambuco

Companhia planeja ampliar de 10% a 15% sua capacidade produtiva com investimento de R$ 2 bilhões até o final do ano

10/6/2010

15h49

Redação

Entre em contato

A AmBev, indústria de bebidas, vai construir uma nova fábrica em Pernambuco, com o investimento no valor de R$ 260 milhões. O aporte faz parte do plano de expansão da empresa, que tem o objetivo de injetar R$ 2 bilhões para ampliação de 10% a 15% da sua capacidade produtiva em todo o país. Por conta do crescimento expressivo das vendas no ano passado e das expectativas de aumento do consumo, e também por 2010 ser um ano de Copa do Mundo, o investimento é o maior que a empresa já realizou em apenas um ano, viabilizado principalmente pelo não reajuste dos impostos federais.

As obras da nova fábrica começarão no início de outubro deste ano com previsão de término para agosto de 2011. Com capacidade para produzir um bilhão de litros de cerveja e 400 milhões de litros de refrigerantes, estima-se que a construção da nova fábrica vá gerar cerca de 200 empregos diretos e 1000 empregos indiretos durante o período de implementação da unidade produtora.

A AmBev já tem uma fábrica na cidade pernambucana Cabo de Santo Agostinho, dois Centros de Distribuição Direta em Recife e Caruaru e mais três revendas. As regiões Norte e Nordeste foram as que apresentaram maior aumento das vendas no primeiro trimestre deste ano.

Segundo Victorio De Marchi, co-presidente do Conselho de Administração da AmBev, o Estado de Pernambuco é estratégico para a empresa. “Cerca de 60% da produção da nova fábrica ficará em Pernambuco, por isso, vamos investir para ampliar ainda mais nossa presença no Estado”.

Neste ano, apenas para a construção de novas fábricas e Centros de Distribuição Direta nas regiões norte e nordeste do País, a AmBev planeja investir R$ 670 milhões, e na área comercial em Pernambuco, R$ 40 milhões. Mais R$ 100 milhões devem ser investidos na mesma fábrica até 2015.

Por Nayra Brighi – Redação Portal Transporta Brasil

  • CONTEÚDO DE REFERÊNCIA
  • Publicidade

  • Articulistas

    A incoerência na modificação da Lei 12.619

    Por que mudar? O Dr. Dirceu Rodrigues Alves, especialista em Medicina de Tráfego questiona as mudanças propostas à Lei do Motorista: “Com essa lei oficializam-se jornadas longas, mortes e feridos nas rodovias”

    ISO 28000 e a Gestão de Segurança Patrimonial

    Teanes Carlos Santos Silva publica neste artigo os detalhes da norma ISO 28000 e seu papel para a gestão da segurança patrimonial, atividade crucial para as empresas de todas as atividades

  • Publicidade

  • Publicidade

  • Bolsa de Valores – ADVFN

  • Redes Sociais

    Facebook