Brasilmaxi registra crescimento de 9% em 2009

Empresa apresentou os resultados do ano passado e estima crescer mais 17% em 2010, apostando na melhora do cenário econômico

DHL Supply Chain amplia serviços para a CPFL Energia
PAC 2 terá investimentos de R$ 3 bilhões para armazenagem de grãos
QLL Logística investe em nova ferramenta de gestão de armazéns

A Brasilmaxi, empresa de soluções logísticas fundada em 1988, anunciou os resultados do ano de 2009 e informou que o crescimento nos negócios durante o ano marcado pela crise econômica foi de 9%. A companhia aposta na melhora do cenário econômico e estima crescer 17% este ano.

Segundo o gerente de Marketing da empresa, Paulo Tigevisk, pressionados pela necessidade imediata de redução de custos, os tomadores de serviços logísticos transferiram parte desta responsabilidade aos transportadores. “Desta forma, impulsionados pela redução nas condições comerciais por parte dos clientes, fomos obrigados a revisar o escopo de todas as operações”, disse.

Um dos fatores para enfrentar a crise, segundo Tigevisk, foi a diversificação da carteira de clientes, com a migração de operações para novos nichos de mercado, mais concentrados no consumo, como produtos alimentícios e de higiene e limpeza. “Imediatamente o mercado respondeu às nossas mudanças estratégicas. Tivemos um índice de renovação na carteira de clientes de mais de 40%”, conta o gerente.

Em 2009, a Brasilmaxi investiu em aumento da frota, com a compra de novos equipamentos de movimentação de carga e de dez novos cavalos mecânicos Mercedes-Benz e Scania, além de atualizar os sistemas de tecnologia da informação

Segundo Tigevisk, para 2010, a Brasilmaxi tem um plano de expansão da área de armazenagem da matriz, com uma ampliação dos 7 mil metros quadrados atuais para 17 mil metros quadrados. “O crescimento planejado é de 17%. Alcançaremos a meta reforçando as medidas adotadas no decorrer de 2009, com ênfase na agressividade da política comercial e na busca do aumento de nossa participação na carteira logística dos clientes já atendidos pela Brasilmaxi”, revela o gerente.

Por: Leonardo Helou Doca de Andrade – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS