Pedidos para rodovias negados

Em 2007, foram solicitados R$ 22 milhões para obras na BR-174, mas a emenda foi rejeitada. Em 2009, novo pedido de recursos para obras na rodovia, no trecho entre Castanheira e Aripuanã (MT)

Sefaz disponibiliza novo código ao DAR (MT)
Um mês para liberar ponte na BR-470
China pode se converter no maior mercado da DHL

Entre as emendas da bancada de Mato Grosso rejeitadas pelo governo federal nos últimos três anos destacam-se várias que destinam recursos para obras de restauração de rodovias. Em 2007, foram solicitados R$ 22 milhões para obras na BR-174, mas a emenda foi rejeitada. Em 2009, novo pedido de recursos para obras na rodovia, no trecho entre Castanheira e Aripuanã, desta vez no valor de R$ 12 milhões. O pedido novamente foi negado.

Em 2008, foi rejeitada uma emenda que solicitava R$ 13 milhões para projetos de desenvolvimento no setor agropecuário, que seriam promovidos pela Empaer (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural), empresa estadual que, segundo o governo já informou, precisa passar por uma reestruturação.

Já em 2009, foram rejeitados os pedidos para investimentos em infra-estrutura econômica em Rondonópolis (R$ 4,5 milhões), Várzea Grande (também R$ 4,5 milhões) e Sinop (R$ 5 milhões). Foram negadas emendas para projetos de desenvolvimento urbano para os municípios de Cuiabá, no valor de R$ 21 milhões. Um projeto de infraestrutura turística no valor de R$ 5,8 milhões para Rondonópolis também foi rejeitado, assim como outro para infra-estrutura social, também para Rondonópolis.

Link para a matéria original

COMMENTS