Brasilmaxi aumenta operações no Espírito Santo

Empresa acaba de adquirir um imóvel de 20 mil metros quadrados para instalar unidade de operações para melhor atender o mercado capixaba

Búfalo investe R$ 12 mi em centro de distribuição automatizado
Conab anuncia construção de 10 unidades de armazenagem no País
Porto de Paranaguá (PR) recebe novo terminal graneleiro

A Brasilmaxi investe para aumentar sua atuação no Estado do Espírito Santo. A empresa acaba de adquirir um imóvel de 20 mil metros quadrados com área de armazenagem de 5 mil metros quadrados e capacidade inicial de 7 mil posições pallets.

A operação da Brasilmaxi no Espírito Santo começou em 2008 em um galpão com apenas mil metros quadrados dedicado ao cross-docking e a demanda do mercado local exigiu a expansão. De acordo com Paulo Tigevisk, Gerente de Marketing e Vendas da Brasilmaxi, a companhia fechou a operação para uma trading que já vai ocupar parte da capacidade do armazém.

“O objetivo da empresa na região é operar com o transporte de contêineres e cargas completas, principalmente, na importação, e também produtos do mercado local. Adquirimos o novo espaço em razão da demanda de alguns clientes que operam pelos portos capixabas”, afirma.

Segundo o executivo, com o armazém a Brasilmaxi passará a oferecer serviços diferenciados aos clientes, entre eles, separação , etiquetagem , controle de qualidade e montagem de kit’s, como também as operações habituais de armazenagem, desova e movimentação de cargas, tornando assim ainda mais completa a carteira de serviços ofertada aos clientes, além de trazer sinergia ao transporte simples de cargas consolidadas as quais seguem para o Sudeste, partindo de Vitória e região.

“Os investimentos realizados demonstram a importância do Espírito Santo para a Brasilmaxi. Trata-se de um mercado que trabalha com diversos incentivos oferecidos pelo Governo Estadual e que tem também uma localização privilegiada, próxima às nossas unidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, o que agrega ainda mais valor aos negócios”, explica.

As empresas instaladas na região contam com o Fundap e o mais novo INVEST–ES, incentivos tributários/financeiros para companhias que realizam operações de comércio exterior tributadas com ICMS no Estado. “Com isso, a nossa intenção é movimentar tudo o que chega via Porto de Vitória, com destaque para têxteis, eletroeletrônicos, produtos alimentícios, autopeças e matérias-primas que seguem, na grande maioria, para São Paulo, onde está localizada a nossa matriz”, ressalta Tigevisk.

Em 2009, a empresa direcionou 12% do faturamento para investimentos em equipamentos e infraestrutura. A previsão de crescimento da Brasilmaxi no período de 2009 e 2010 é de 15%. “Com os recursos aplicados no Espírito Santo, a perspectiva é de um crescimento de mais de 100% na região no decorrer do próximo ano”, finaliza.

Por: Leonardo Helou Doca de Andrade – Redação Portal Transporta Brasil

Leia mais notícias sobre a Brasilmaxi:

Brasilmaxi completa 21 anos de atividades com plano de expansão

Brasilmaxi tem aumento de 85% na movimentação produtos da linha branca

Transportadora Brasilmaxi investe em tecnologia da informação

Brasilmaxi investe em solução de armazenagem em contêineres

COMMENTS