Concessão de aeroportos deve sair em breve

A análise foi feita pelos empresários do Comitê de Aeroportos da Associação Brasileira da Infra-Estrutura e Indústrias de Base (Abdib), em reunião realizada esta semana

Logística Reversa da ECT deverá faturar R$ 35 milhões neste ano
Tarifas de pedágio em rodovia federal no Rio não serão cobradas de moradores
ANTAQ, SEP e BNDES firmam acordo para desenvolver portos brasileiros

Nas próximas semanas, o governo federal deverá publicar um decreto que trará as diretrizes básicas para o estabelecimento do programa de concessão de aeroportos. A análise foi feita pelos empresários do Comitê de Aeroportos da Associação Brasileira da Infra-Estrutura e Indústrias de Base (Abdib), em reunião realizada esta semana.

Enquanto isso não é resolvido, as companhias aéreas seguem com planos de crescimento, e com parcerias com Iberia, American Airlines, Air France-KLM e AeroMexico, a GOL Linhas Aéreas estima crescimento de 3,5% de sua taxa de ocupação. Os acordos foram feitos para completar os voos das quatro companhias estrangeiras que partem do Brasil, segundo Constantino Junior, presidente da empresa, em evento no Rio de Janeiro.

Para ele, esse crescimento deve ocorrer quando a implantação dos acordos já estiver consolidada, nos primeiros meses de 2010. O empresário acredita que a demanda por voos da Gol cresça por conta desses acordos, mas não estimou receitas. Em visita à feira organizada da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), se disse confiante com o estímulo dos acordos ao programa de milhagem Smiles. Outra declaração foi a busca por tarifas competitivas: grande expectativa da empresa. Para o empresário, a Gol continua mantendo as tarifas competitivas com as passagens de ônibus convencionais em 100% de seus destinos domésticos.

Nas próximas semanas, o governo federal deverá publicar um decreto que trará as diretrizes básicas para o estabelecimento do programa de concessão de aeroportos. (Camila Abud-DCI)

Veja matéria original

COMMENTS