Estado discute investimentos para modernizar o Porto de Maceió

Cerca de R$ 40 milhões devem ser investidos por meio da Petrobras. Governador Teotonio Vilela Filho vai pleitear recursos juntos ao governo federal

Alagoas retoma obras de duplicação na AL-101 Sul
Petrobras anuncia nova descoberta de petróleo na Bacia de Sergipe-Alagoas
Petrobras anuncia nova descoberta de petróleo na Bacia de Sergipe-Alagoas

Ocorreu esta semana, reunião entre o governador de Alagoas Teotonio Vilela Filho, o administrador do Porto de Maceió, Petrúcio Bandeira e o secretário do Desenvolvimento Econômico, Energia e Logística, Luiz Otavio Gomes. O encontro tratou de investimentos para obras de modernização do Porto.

As intervenções na área física e de equipamentos do Porto ocorrem mesmo sendo federalizado. Desde o início do governo, em 2007, que a Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Energia e Logística (Sedec) e a administração do Porto desenvolvem projetos para a realização de obras, para tornar apto a receber embarcações de maior capacidade.

Foi apresentada ao governador Teotonio Vilela Filho a possibilidade da Petrobras investir cerca de R$ 40 milhões, aumentando 100% a capacidade de tancagem (armazenamento em tanques). Com essa informação, o governador solicitou o agendamento de audiência com o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, com a presença do secretário e do administrador, para discutir a consolidação dessa proposta.

Na ocasião, também foi tratada a proposta sobre a realização da dragagem do terminal de granéis líquidos, sendo um investimento de aproximadamente R$ 23,5 milhões. Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes, o projeto desta obra já se encontra no Ministro da Casa Civil, pois já possui parecer favorável do comitê do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

“Está faltando a articulação política que será feita pelo governador de Alagoas, pois esta será uma conquista de fundamental importância para o desenvolvimento do estado”, disse o secretário.

Outro tema da reunião foi a obra de aprofundamento do calado do Porto de Maceió que hoje possui 10,5 metros aumentando para 14 metros de profundidade, com investimentos de R$ 50 milhões, com previsão para iniciar no próximo ano. E para que isso ocorra com agilidade, de acordo com Luiz Otavio Gomes, o governador deverá manter contato com o presidente Lula, que se comprometeu em finalizar as obras garantidas pelo PAC até junho de 2010, podendo também ocorrer, caso o governador Teotonio Vilela consiga junto à Casa Civil a inserção do projeto no Orçamento da União de 2010 de forma extraordinária.

O governador disse estar satisfeito com o trabalho em conjunto entre o governo do Estado, através da Sedec, e a administração do Porto de Maceió com o mesmo objetivo de promover o desenvolvimento econômico e social. (Débora de Brito-Agência Alagoas)

Veja matéria original

COMMENTS