Banco Mundial prevê aumento de 158% no movimento do Porto de Santos até 2024

Plano, que deverá ser concluído este ano, envolve projeto de expansão que demandará investimentos de R$ 5,2 bilhões, que serão bancados em sua maioria pela iniciativa privada. Banco Mundial prevê crescimento na movimentação de cargas dos atuais 88,96 milhões para 229,73 milhões de toneladas em 2024

Livro sobre o Porto de Santos alcança destaque na 53ª edição do Prêmio Jabuti
Balança comercial registra superávit de mais de US$ 1 bi na 3ª semana de janeiro
Volkswagen do Brasil já exportou 3 milhões de carros

O Banco Mundial está fazendo um estudo de demanda para o Porto de Santos, de olho na necessidade de crescimento do Complexo em longo prazo. De acordo com dados do estudo publicados esta semana pelo jornal O Estado de São Paulo, o Banco prevê que o porto paulista, maior da América Latina, deverá ter a movimentação de cargas aumentada em 158% até 2024, dos atuais 88,96 milhões de toneladas para 229,73 milhões.

Para dar conta da demanda, o Porto de Santos deverá ter investimentos para sua ampliação da ordem de R$ 5,2 bilhões. Deste montante, 70% seriam bancados pela iniciativa privada e 30% pelo Governo do Estado de São Paulo, dinheiro que será aplicado em melhorias dos acessos marítimo e terrestre e ampliação dos terminais.

Demanda

Para atender à demanda futura, o estudo do Banco Mundial indica que o Porto de Santos precisará de 16 novos berços de atracação especializados, nove deles deverão ser construídos até 2014. O complexo portuário já se vêm em obras, com diversas melhorias sendo implementadas, como a construção da Avenida Perimetral, com recursos do PAC e obras em terminais privados. Somente no Tecondi, as obras de ampliação receberam R$ 185 milhões e irão aumentar a capacidade de 318 mil TEUs para 700 mil até sua conclusão. A obra prevê a substituição dos guindastes antigos de movimentação de contêineres para portêineres e transtêineres, equipamentos de última geração. Além disso, o terminal ganhará mais 320 metros de área de atracação e 14,5 metros de profundidade.

Por: Leonardo Helou Doca de Andrade – Redação Portal Transporta Brasil (com informações do Jornal O Estado de São Paulo)

Leia mais notícias sobre o Porto de Santos:

Teste multimodal é realizado no Porto de Santos (SP)

Porto de Santos terá capacidade de movimentação de contêineres aumentada em três vezes

Equipamento de inspeção de carga usado em Navegantes chega ao Chile e ao Porto de Santos

ALL inicia movimentação de contêineres refrigerados do Mato Grosso para Santos

COMMENTS