Retomada das obras no Porto de Itajaí vai demorar mais do que o previsto

Técnicos da Secretaria de Portos virão na próxima semana para definir se contrato com consórcio será mantido ou encerrado

Dnit prevê 126 novos radares no Estado
Sadia começa a demitir funcionários
Petrobras e governo do Maranhão vão construir Refinaria Premium 1

A data de retomada para as obras de reconstrução no Porto de Itajaí ainda é incerta e a definição vai demorar no mínimo mais uma semana, alega o consórcio TSCC, formado pelas empresas Triunfo, Serveng Civil San e Constremac, que iniciou a obra em fevereiro.

Uma visita de técnicos da Secretaria Especial de Portos (SEP) do governo federal a Itajaí, esperada a partir de terça-feira, vai determinar ao longo da semana se o contrato do governo federal com o consórcio será mantido ou encerrado.

Antes da retomada da reconstrução do cais, destruído pela enchente de novembro, SEP e TSCC irão rediscutir detalhes técnicos e valores do projeto das empresas contratadas. A visita foi confirmada à superintendência do Porto de Itajaí em Brasília, na noite de quarta-feira.

Para o superintendente do Porto de Itajaí, Antônio Ayres dos Santos Júnior, a presença dos técnicos é uma justa exigência do Tribunal de Contas da União (TCU).

— A SEP precisa rever preços, ajustar condições. Se não houver entendimento ou interesses mútuos com o Consórcio TSCC, o contrato pode ser encerrado e a secretaria tem autorização para chamar outras empresas, sem a necessidade de licitação — esclareceu.

Veja matéria original

COMMENTS