Governo do Rio emite licença com restrições para o Santos Dumont e multa aeroporto

O Inea considerou que a Rota 2 causa muitos transtornos aos moradores dos bairros

Crise econômica leva Companhia Docas de Santana a rever estimativa de crescimento
Embraer diz a funcionários que pode não atingir meta para 2009
Fusão da Iberia e BA se definirá em março

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) emitiu esta semana a nova licença ambiental do Aeroporto Santos Dumont, no centro da cidade do Rio de Janeiro. O documento determina, entre outras coisas, a interrupção do uso da chamada Rota 2, que passa sobre vários bairros da zona sul da cidade.

O Inea considerou que a Rota 2 causa muitos transtornos aos moradores dos bairros, devido ao ruído dos aviões durante as operações de pouso e decolagem. A rota só poderá ser usada apenas em casos de emergência.

As restrições são válidas até que um estudo ambiental por parte da administração do aeroporto, permite a suspensão delas.

Hoje, o Inea também multou o Aeroporto Santos Dumont em R$ 250 mil por ter funcionado por quase dois anos sem a licença ambiental, depois que o documento venceu em 2007.

COMMENTS