Isenção de pedágio atrai 1,1 mil em Palhoça (SC)

Faltando apenas quatro dias para encerrar o prazo para o cadastramento, a prefeitura estima que entre 2 mil e 2,5 mil veículos – menos de 20% do previsto – sejam cadastrados

Volks define fusão com a Porsche
Brasil e Espanha discutem soluções logísticas em São Paulo
Exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul dobram em maio

A cobrança de pedágio na BR-101 em Palhoça, na Grande Florianópolis (SC), deu o que falar. Entre ações judiciais e discussões nas ruas da cidade, uma das principais reclamações da população era de que os moradores seriam obrigados a pagar R$ 1,10 para circular dentro da cidade. Por isto, a surpresa pelo baixo número de cadastros de isentos feitos até ontem: 1,1 mil dos 13.963 veículos com direito.

Faltando apenas quatro dias para encerrar o prazo para o cadastramento, a prefeitura estima que entre 2 mil e 2,5 mil veículos – menos de 20% do previsto – sejam cadastrados. Mesmo assim, garante que não haverá prorrogação.

No dia 5 de agosto, uma nova audiência na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília, vai ajustar detalhes, definir a liberação da cobrança e o projeto para o acesso alternativo.

Hoje, o prefeito de Palhoça, Ronério Heiderscheidt (PMDB), reúne-se com o procurador do Ministério Público Federal, Mauricio Pessuto, para apresentar as alternativas para a construção do desvio. A isenção será válida até a conclusão desse acesso.

Como se cadastrar

O cidadão deve se dirigir à sede da prefeitura de Palhoça, no Loteamento Pagani.

Os documentos necessários são:

> comprovante de residência em um dos 15 bairros do Sul de Palhoça (documento de titularidade do imóvel, como escritura, ou se for alugado, o contrato de locação)

> carnê do IPTU e talão de água, luz ou telefone

> comprovante do veículo (Certificado de Registro de Licenciamento de Veiculo, IPVA em dia, e veículo licenciado em Palhoça)

> Mais informações pelo telefone: (48) 3279-1761

COMMENTS