Logística

Logística tem papel importante no planejamento estratégico das empresas para 2009

De acordo com dados da Associação Brasileira de Logística (Aslog), a logística é responsável por cerca de 20% do PIB no país, sendo que 12% correspondem a transporte e 8% a armazenagem, administração de pedidos e estoque

13/4/2009

16h00

Assessoria de Imprensa da Intermodal

Clipping

Com o atual cenário da economia mundial, a Logística assumiu um papel fundamental para reduzir custos e aumentar a competitividade entre as empresas, diferenciando-as no mercado e agregando valor a seus produtos e serviços. De acordo com dados da Associação Brasileira de Logística (Aslog), a logística é responsável por cerca de 20% do PIB no país, sendo que 12% correspondem a transporte e 8% a armazenagem, administração de pedidos e estoque. Segundo Joris Van Wijk, diretor da UBM, promotora da Intermodal South America 2009, para traçar qualquer panorama sobre o setor logístico é preciso analisar as transformações pelas quais a economia vem passando. “Uma fonte de redução de custos está na movimentação logística, e para isso é preciso contar com empresas eficientes”, explica Van Wijk, acrescentando que o evento é um pólo de informações sobre as melhores práticas no setor.

Durante os três dias do evento, o visitante terá a oportunidade de conhecer o que as empresas prestadoras de serviços logísticos estão realizando de novo, como a chegada de operadores logísticos internacionais que se fundem com empresas nacionais, novos softwares que auxiliam na administração dos estoques, além de investimentos. Algumas destas empresas poderão ser visitadas durante a Intermodal que acontece de 14 a 16 de abril no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

Veja abaixo alguns bons exemplos

Empresas na contramão da crise

A subsidiária da americana McLane no Brasil, do grupo Berkshire Hathaway, promete alçar novos vôos no segmento logístico. Após registrar um faturamento acrescido em 20% em 2008, em relação ao ano anterior – como conseqüência de mais de R$ 52 milhões investidos em novos empreendimentos, a empresa vislumbra desenvolver um mercado em potencial no Sul do País, a partir da ampliação do Centro de Distribuição de Canoas (RS). A iniciativa, que conta com investimento superior a R$ 15 milhões e expectativa de conclusão para o primeiro semestre de 2009, dobrará a capacidade de armazenamento – que, atualmente, movimenta 110 mil toneladas por ano – e ainda refletirá em benefícios para a cidade de Canoas, por meio da geração de empregos diretos e indiretos. “A previsão é realizada com base no número de colaboradores do Centro de Distribuição que atuarão diretamente nas atividades da companhia: haverá um aumento de 150 operadores”, ressalta o diretor de operações da McLane, Ozoni Argenton Jr.

Nos últimos cinco anos, a Exata Logística apresentou crescimento bem acima da média do setor. Em 2004, contava com duas unidades – em São Paulo (SP) e Porto Alegre (RS) – que apresentavam faturamento de R$ 14 milhões. Hoje, está entre as maiores empresas brasileiras de logística, presente em 14 estados, com 14 centros de distribuição e a matriz em São Paulo, fato que a levou, de acordo com o ranking 2008 da Deloitte / Exame PME, a ocupar a 34º posição. De acordo com o diretor-geral da empresa, Mauricio Pastorello, a Exata registrou, no ano passado, receita de R$ 70 milhões. “Em 2009, planejamos faturamento de R$ 100 milhões”, diz. A estratégia adotada pela empresa é crescer dentro da base de clientes, conquistar novos e expandir geograficamente. Nos próximos meses, a Exata vai inaugurar mais três centros de distribuição.  Outros três já entraram em operação. “A Exata Logística prevê um investimento da ordem de R$ 5 milhões este ano, que será distribuído entre os três pilares que compõem a filosofia da empresa: processos, tecnologia e talentos”, ressalta Pastorello. “Vale destacar que uma parte significativa do investimento será aplicada em um novo sistema de ERP, previsto para ser implantado em prazo recorde”.

A Capital Realty definiu para o biênio 2009-2010 investimentos de R$ 20 milhões para a construção de 17 mil m2 de armazéns no Mega Intermodal, condomínio logístico situado na cidade de Esteio, região metropolitana de Porto Alegre. O local possui, atualmente, 30 mil de área construída. Esta área já inclui um prédio de 6 mil, recentemente inaugurado. “Há uma carência enorme por áreas com infra-estrutura adequada. Existem negociações para construção de novas estruturas para atender operadores logísticos nos três estados da Região Sul e em São Paulo”, afirma o diretor da empresa, Rodrigo Demeterco. “Nosso molde de investimento evidencia a relação custo benefício e também desmistifica as vantagens de se ter sede própria, ou seja, deixa o empresário livre para investir na sua atividade principal”.

Os rendimentos da Capital Realty com a locação de áreas nos condomínio somaram, em 2008, R$ 35 milhões, aumento nominal de 30% sobre o ano imediatamente anterior. A meta fixada para 2009 é crescimento entre 20% e 25%.

Único operador logístico do Brasil

A Inland Logística e Terminais, nova marca do grupo Removecarga, destaca-se no segmento pelos diferenciais que oferece a seus clientes. Atualmente, a empresa possui o único operador logístico do Brasil atuando com terminais próprios em Itaguaí (RJ), Guarujá (SP) e São Paulo (SP), que viabilizam a exportadores e importadores – situados em Minas Gerais, Vale do Paraíba, Grande São Paulo, Interior de São Paulo e Rio de Janeiro – escoar mercadorias a partir de um único operador.

Segundo o diretor executivo da empresa, Marcelo Luz Sousa, outro diferencial da Inland Logística e Terminais é a logística integrada retroportuária, na qual concentra-se as atividades de Terminal Retroportuário (REDEX), armazenagem, transporte rodoviário e Terminal de Containers Vazios (DEPOT) nas unidades de Itaguaí (RJ) e Guarujá (SP). “Somente com a utilização deste conceito, é possível a otimização de recursos, ação que reflete em ciclos operacionais e custos menores”, afirma Sousa. “Apesar da crise, conseguimos manter o faturamento de 2007”, complementa o diretor. Em 2009, a perspectiva do grupo é ocupar a capacidade instalada de suas unidades, “o que representará um enorme desafio diante do cenário econômico atual”.

Joint Venture

Com o objetivo de oferecer ao mercado um portfólio ampliado de serviços e um conceito de soluções integradas com otimização dos custos logísticos, o Expresso Mirassol e a LSI Logística formaram uma joint venture que une as especialidades das empresas no transporte, armazenagem, movimentação de cargas e logística in house. Do casamento destas duas empresas nasce a joint venture que tem origem 100% nacional e conta com a capacidade de proporcionar aos clientes a visibilidade total da cadeia logística com informações em tempo real e grande sinergia de operações. “Queremos oferecer ao mercado soluções integradas e este é o objetivo principal da joint venture”, explica o diretor do Expresso Mirassol, Celso Salgueiro Filho.

Para dar vazão ao planejamento das duas empresas, a joint venture Mirassol-LSI estima investir um total de R$ 150 milhões na construção e estruturação de estruturas de armazenagem, Centros de Distribuição, tecnologia, ampliação e renovação de frota e equipamentos de movimentação de cargas. A união das operações das duas empresas contará no total com uma frota de 910 equipamentos de transporte rodoviário e cerca de 300 equipamentos de movimentação interna de cargas. Até 2012, as empresas empregarão cerca de cinco mil pessoas e projetam um faturamento conjunto de R$ 500 milhões.

Mercadoria sensível conta com transporte com temperatura controlada

Clientes do segmento farmacêutico e de saúde – além de indústrias que têm necessidades especiais para o transporte de produtos sensíveis – poderão contar, agora, com serviços e soluções logísticas com temperatura controlada. Fruto do recente acordo com a Global Master Lease Envirotainer AB, na Suécia (fornecedora de contêineres de carga aérea com temperatura controlada), a DB Schenker passará a utilizar equipamentos e serviços especializados da Envirotainer. De acordo com o presidente do Conselho de Administração da Schenker AG em Essen, na Alemanha, Thomas C. Lieb, essa parceria vai alavancar o desempenho e a segurança do serviço de supply chain oferecido aos seus clientes do ramo farmacêutico e de saúde. “Com os nossos serviços aéreo, marítimo, rodoviário e ferroviário disponibilizados em uma única fonte, aliamos alta qualidade e agilidade nas operações especiais, conectando os mercados na Europa, nas Américas e na Ásia”, ressalta Lieb.

Novo sistema de gerenciamento

O grupo Robotech deu um importante passo no ramo da logística no ano passado. A partir da criação da Place Logistics, empresa que vai gerenciar todas as atividades do grupo, a Robotech recoloca-se no mercado logístico e passa a competir com multinacionais instaladas no País. A empresa conta com um sistema gerenciamento que funciona por meio de códigos de barras para todos os materiais que entram no armazém, identificando a localização exata da posição de estoque, ferramenta chamada de bin location. “Registramos todo o histórico da movimentação de cada item de nossos clientes e, também, temos outros módulos para controle e medições para laboratório de assistência técnica, testes e produção, que suporta todos os serviços direcionados às empresas de tecnologia, para qual oferecemos armazenagem e distribuição”, afirma o diretor geral da empresa, Miguel Barreto de Sousa.

Aquisição da União Terminais consolida liderança

De acordo com o gerente de negócios sólidos da Ultracargo, José Henrique Bravo, em 2008, a companhia adquiriu a União Terminais, antes controlada pela Unipar (União das Indústrias Petroquímicas S.A.). A aquisição consolidou a liderança isolada da Ultracargo no setor de armazenagem de granéis líquidos no Brasil, conquistando 35% de participação no mercado, consolidando sua posição de maior empresa do setor na América do Sul. Em volume de armazenagem, representou aumento de quase 50%, de 353 mil para 528.133 m3, com a inclusão de três novos terminais localizados no Rio de Janeiro, Santos e Paranaguá. A Ultracargo fechou o ano com uma frota de 579 carretas, 34,1 milhões Kms rodados e a receita líquida de R$ 283 milhões.

Implantação de fábrica de celulose

A Custom Comércio Internacional é a operadora logística responsável por centralizar os processos de importação dos equipamentos e componentes para a implantação da maior fábrica de celulose do mundo, em Três Lagoas (MS). A planta, que pertence à VCP (Votorantim Celulose e Papel), entrará em funcionamento neste mês, com uma capacidade de produção anual 1,3 milhão de toneladas de celulose de mercado. A construção da unidade industrial, batizada de Projeto Horizonte, ficou a cargo da Poyry Empreendimentos Industriais, que contratou a Custom para coordenar a logística de importações. O diferencial desta operação, que teve início em janeiro de 2008, foi o processo de nacionalização das máquinas e peças importadas, que só ocorreu quando estas desembarcaram no canteiro de obras. “Com este tratamento especial, obtido junto à Receita Federal, o fluxo e o custo logístico foram significativamente reduzidos. Caso contrário, as importações deste projeto, que chegaram aos portos de Paranaguá e Santos, teriam de seguir até o recinto alfandegado de Campo Grande (MS), onde não há espaço para receber este volume de cargas. Além disso, a planta de Três Lagoas fica a 350 km ao sul da capital daquele estado. Tudo isso teria impacto negativo no cronograma e no custo da implantação”, explica o sócio-diretor da Custom, Milson Januário.

Ampliação de 5 mil metros quadrados

Destinado a atender clientes do segmento de consumo, o Centro de Distribuição Cajamar foi inaugurado pelo Grupo Columbia em novembro de 2006. Para marcar os dois anos de atividade, a empresa anuncia a operação que ampliará em 5.000m² a área da unidade, que possui atualmente 34.000m². “O uso intenso da tecnologia nos processos de recebimento, armazenagem e picking somado aos altos volumes operacionalizados tornam esta operação, sem dúvida alguma, um desafio para todos”, afirma o gerente da Divisão Logística da Columbia, Marcelo Brandão.

Serviço semanal de consolidação marítima

Recentemente, a DFX inaugurou alguns serviços, como as consolidações semanais de exportação marítima LCL em contêineres com HUB, em Santos, e com destinos ao Peru, Chile e América Central. Foi inaugurado também um serviço semanal de consolidação marítima de importação LCL em contêineres marítimos de Houston para os principais portos brasileiros, via HUB santos. A empresa aumentou, significativamente, o departamento de projetos especiais de cargas industriais porta a porta de volumes especiais heavy lift and over dimention.

A feira

A Intermodal, maior feira das Américas dos setores de logística, transporte e comércio internacional, irá reunir expositores de cada um dos quatro modais – aéreo, rodoviário, ferroviário e marítimo – em um só espaço o que hoje é considerado o maior desafio deste mercado: integrar os quatro modais. A feira, que é organizada pela UBM Brazil, acontecerá de 14 a 16 de abril, no Transamérica Expo, em São Paulo e irá contar com  450 expositores, 12% a mais que a edição anterior, sendo que a participação internacional cresceu em 20%.  O número de visitantes deve ultrapassar a edição anterior, em 2008, quando o evento recebeu 45 mil profissionais do setor.

  • CONTEÚDO DE REFERÊNCIA
  • Publicidade

  • Articulistas

    Fraude no Controle de Emissões de Veículos Diesel cresce no País

    Artigo exclusivo do diretor da AFEEVAS, Associação dos Fabricantes de Equipamentos de Controle de Emissões de Poluentes da América do Sul, para o Portal Transporta Brasil, alerta para o problema da pirataria para driblar o uso do Arla 32

    Férias sim, acidentes não! Vá e volte!

    O Dr. Dirceu Rodrigues Alves Jr., articulista do Portal Transporta Brasil, médico especialista em Medicina de Tráfego e diretor da ABRAMET, aborda pontos importantes para este período de férias, quando as estradas estão cheias e a atenção deve ser redobrada para se evitarem acidentes

  • Publicidade

  • Publicidade

  • Bolsa de Valores – ADVFN

  • Redes Sociais

    Facebook