Projeto da EMTU/SP propiciará mais mobilidade à população da Região Metropolitana de São Paulo

De acordo com a Empresa Municipal de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU), está à venda o edital para a contratação de empresa especializada que será responsável pela elaboração dos projetos executivos e pela execução de obras de construção do corredor Diadema - São Paulo (Brooklin)

Operação da Secretaria da Fazenda e MP investiga lavagem de dinheiro em postos de combustível em São Paulo
Standard Logística tem novos gerentes em Cambé (PR) e nos terminais intermodais
Mais da metade das rodovias brasileiras apresentam problemas para o motorista

De acordo com a Empresa Municipal de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU), está à venda o edital para a contratação de empresa especializada que será responsável pela elaboração dos projetos executivos e pela execução de obras de construção do corredor Diadema – São Paulo (Brooklin).

O sistema é parte integrante do Corredor ABD (São Mateus- Jabaquara) e é considerado ligação importante entre as regiões Leste e Sudoeste da Grande São Paulo, que passa por cinco municípios do ABC, além da capital paulista. O sistema é gerenciado pela EMTU/SP e operado pela concessionária Metra.

Percurso

O vencedor da licitação pública será responsável pela elaboração dos projetos e execução das obras civis, voltadas para dar prioridade ao transporte coletivo por meio da faixa exclusiva à esquerda.

O traçado do Corredor Diadema – São Paulo (Brooklin), com 12 quilômetros de extensão, inicia no Terminal Metropolitano Diadema e inclui a Avenida Pres. Kennedy, no município de Diadema, além das Avenidas Cupecê, Ver. João de Luca, Prof. Vicente Rao e Roque Petroni Jr, em São Paulo, até a futura Estação de Transferência Morumbi, permitindo a conexão com a Estação Morumbi da Linha 9 – Esmeralda da CPTM. Esta ligação é operada, desde 2000, pela Concessionária Metra com micro-ônibus até as Estações Morumbi e Brooklin da CPTM.

A previsão é de que sejam investidos nesse empreendimento cerca de R$ 27 milhões.

COMMENTS