Fiat deve pegar 20% da Chrysler

O projeto inicial, revelado em janeiro, previa uma transferência de 35% do capital da Chrysler para a Fiat, em troca do acesso à tecnologia da montadora italiana

Coamo concentra operações de exportação em Paranaguá
São Paulo vai usar dinheiro da Nossa Caixa em transporte e apoio a pequenos empresários
Setor ferroviário quer alterar benefício fiscal

A montadora de automóveis italiana Fiat vai adquirir, inicialmente, apenas 20% do capital da Chrysler e o acionista majoritário da companhia americana, o fundo de investimentos Cerberus, entregará boa parte de suas ações, revela nesta segunda-feira a imprensa norte-americana. O projeto inicial, revelado em janeiro, previa uma transferência de 35% do capital da Chrysler para a Fiat, em troca do acesso à tecnologia da montadora italiana.

A redução – temporária – da participação da Fiat visa a facilitar as negociações em andamento entre a companhia americana e o Tesouro dos EUA, destaca a imprensa.

O governo do presidente Barack Obama deu um mês a Chrysler para firmar um acordo definitivo com a Fiat, cuja tecnologia seria fundamental para relançar a menor das três grandes montadoras dos Estados Unidos.

Se o acordo for fechado, o Estado dará à Chrysler os US$ 6 bilhões que a montadora pede. A Fiat só terá autorização para elevar sua participação na Chrysler além de 49% quando o empréstimo for pago. A princípio, o grupo italiano admitiu a possibilidad de adquirir até 55% da Chrysler.

Já o fundo Cerberus, atual acionista majoritário da Chrysler, com 80% do capital da montadora, deverá ter sua participação muito reduzida.

Um membro da equipe de governo, que pediu para não ser identificado, disse que a participação do Cerberus na Chrysler será reduzida a quase nada.

Segundo notícias, o Cerberus conservará o controle da empresa de crédito do grupo, a Chrysler Financial.

Link para a matéria

COMMENTS