Orçamento total do PAC chega a R$ 1,1 trilhão

No lançamento do programa, há dois anos, o governo previa investir R$ 503,9 bilhões no período

Trens de grande velocidade poderão reduzir tráfego aéreo no país, diz ministro
Infraero investe R$ 425 milhões, menos da metade do previsto para 2009
Estoque de carros cai e dá alívio a montadoras

O governo anunciou hoje (4) um acréscimo de R$ 142,1 bilhões no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) até 2010. No lançamento do programa, há dois anos, o governo previa investir R$ 503,9 bilhões no período. Com a posterior inclusão de novas ações, o montante passa a ser de R$ 646 bilhões.

Outros R$ 313 bilhões foram acrescentados para o período pós-2010 que, somados aos R$ 189,2 bilhões já previstos anteriormente, totalizam R$ 502 bilhões. Assim, o total para investimentos pós-2010 soma R$ 1,148 trilhão.

Desse total, o setor de energia é que mais vai receber investimentos – R$ 759 bilhões. O eixo de logística ficará com R$ 132,2 bilhões e o social e urbano, com R$ 257 bilhões. A intenção do governo é reforçar a infra-estrutura para fortalecer a política de estímulo ao setor privado e a geração de empregos.

Link para a matéria

COMMENTS