Desaceleração da indústria é natural, avalia José Alencar

Ele afirmou que permanece atento aos desdobramentos da crise financeira internacional

Delta Air Lines anuncia novas rotas no Brasil
Petrobras e governo do Maranhão vão construir Refinaria Premium 1
Novo aeroporto de Cruzeiro do Sul aumentará capacidade de fluxo de passageiros

Ao comentar a queda da produção industrial no país, o vice-presidente da República, José Alencar, observou que alguns setores tinham crescido bastante e agora é natural que haja uma certa desaceleração. Segundo dados divulgados ontem (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial recuou 1,7% em outubro em comparação ao resultado de setembro.

”Pode acontecer [o crescimento] em determinado momento, mas não precisa esperar que isso seja permanente”, disse Alencar hoje (3), ao deixar o Hospital Sírio-Libanês, onde estava internado desde o último sábado (29) para tratamento de uma enterite (inflamação no intestino delgado).

Ele afirmou que permanece atento aos desdobramentos da crise financeira internacional. “O presidente Lula tem razão quando fala que não podemos deixar cair os movimentos de comércio e de compra porque isso afeta a indústria e afeta o desemprego. A crise, de certa forma, é contagiosa. Você fala em crise ela acaba te pegando.”

O vice-presidente voltou a defender que o país tem de adotar uma política monetária menos rígida. “A política de juros altos não vai inibir o consumo daquelas pessoas que, às vezes, nem o essencial podem consumir”, pontuou. Para ele, “a taxa [atual] é incompatível com a grandiosidade do Brasil”. (Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil)

COMMENTS