CAF aprova recursos para rodovia entre Brasil e Peru

A quantia servirá para financiar as obras adicionais dos trechos dois, três e quatro do Corredor Vial Interoceânico Sul, também conhecido como "rodovia Interoceânica, durante o período de 2009 até 2010", afirmou Eleonora Silva, diretora da CAF no Peru

Detran do ES promete apertar o cerco contra motorista infrator
Usado terá taxa de até 1,55% ao mês
Appa sugere medidas para incentivar operações de cabotagem no Paraná

A Corporação Andina de Fomento (CAF) aprovou um empréstimo de US$ 300 milhões para a execução dos trechos de uma rodovia que unirá o Peru a Brasil e Bolívia, disse ontem uma funcionária da CAF.

A quantia servirá para financiar as obras adicionais dos trechos dois, três e quatro do Corredor Vial Interoceânico Sul, também conhecido como “rodovia Interoceânica, durante o período de 2009 até 2010”, afirmou Eleonora Silva, diretora da CAF no Peru.

O trecho em seu conjunto tem 2,6 mil quilômetros de vias desde o Pacífico até o Atlântico e é um dos maiores projetos individuais de infra-estrutura e geração de emprego da história peruana, com um investimento superior a US$ 800 milhões.

“Desta maneira se poderá consolidar o projeto como elemento estruturador do desenvolvimento da região Sul do Peru e de sua integração com Brasil e Bolívia, gerando benefícios a cerca de seis milhões de peruanos e quase um milhão de brasileiros e bolivianos”, disse Eleonora.

Projeto desde 2005 – Segundo ela, a CAF financia o projeto desde sua inauguração em 2005 com uma ativa participação no primeiro programa de financiamento.

O consórcio encarregado da construção dos trechos dois e três (Conirsa) será formado pela construtora brasileira Odebrecht e a peruana Graña y Montero, entre outras.

COMMENTS